Técnico do Manchester United desabafa sobre saída de Cristiano Ronaldo: 'Ele não quis ser parte disso'

Lucas Humberto
United e CR7 acertaram um acordo mútuo de rescisão após uma polêmica entrevista do atacante
United e CR7 acertaram um acordo mútuo de rescisão após uma polêmica entrevista do atacante / ADRIAN DENNIS/GettyImages
facebooktwitterreddit

Erik Ten Hag, treinador do Manchester United, enfim desabafou sobre a conturbada saída de Cristiano Ronaldo. Em conversa com o site da BBC, o comandante explicou que o atacante não havia comentado que desejava mudar de ares antes de dar a polêmica entrevista ao jornalista Piers Morgan pouco antes da Copa do Mundo do Catar.

"Eu vi a maior parte dela (da entrevista). Tenho de fazê-lo. É parte do meu trabalho. A entrevista, acho, como clube, não se pode aceitar. Ao tomar esse papo, ele sabia das consequências. Mas antes disso, ele nunca me disse. Até aquele momento, ele nunca me disse: 'Quero sair'."

Erik Ten Hag à BBC
Erik Ten Hag
Ten Hag assumiu o comando dos Red Devils nesta temporada / GLYN KIRK/GettyImages

"No verão, nós tivemos uma conversa. Ele veio e disse, "Vou te dizer em sete dias se quero ficar". Ele voltou e disse que queria (ficar). Até aquele momento (da entrevista), não ouvi mais nada", seguiu Ten Hag. Na entrevista mencionada, Cristiano Ronaldo disse se sentir "traído" pelo clube e afirmou que não foi respeitado pelo treinador.

"Eu queria que ele ficasse desde o primeiro momento até agora. Fiz de tudo para trazê-lo ao time porque eu valorizo sua qualidade. Nós queríamos que ele fosse parte do nosso projeto e que ele contribuísse com o Manchester United, porque ele é um grande jogador e tem uma grande história", seguiu Ten Hag. Em novembro, o contrato de CR7 com os Red Devils foi rescindido.

Ten Hag agora quer olhar em frente: "Não quero gastar energia com isso. Está no passado. Nós queremos um novo futuro do Manchester United e ele não quis ser parte disso. Toda a minha responsabilidade é em favor do clube e do time. São decisões que eu tenho que tomar e não importa qual pessoa seja".

Cristiano Ronaldo
CR7 durante partida da Copa do Mundo do Catar / Anadolu Agency/GettyImages

"O que importa é como atuarmos agora. Acredito que nossas atuações vão confirmar que estamos seguindo na direção certa", concluiu. Ao contrário dos outros torneios nacionais europeus, a Premier League retorna ainda em 2022 para o tradicional Boxing Day. A equipe de Old Trafford, na verdade, volta a campo no dia 21 de dezembro para enfrentar o Burnley, pela Carabao Cup.

facebooktwitterreddit