Brasileirao Série A

Sem o Flamengo, clubes da Série A se reúnem para debater retorno do público aos estádios – saiba mais

Antonio Mota
Clubes da Série A, sem a presença do Flamengo, vão se reunir para tratar da reabertura dos portões no futebol do Brasil.
Clubes da Série A, sem a presença do Flamengo, vão se reunir para tratar da reabertura dos portões no futebol do Brasil. / Miguel Schincariol/Getty Images
facebooktwitterreddit

Os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro de 2021, com exceção do Flamengo, vão se reunir na tarde desta terça-feira, 28, para tratar da possível volta dos torcedores aos estádios da liga. Conforme o jornalista Paulo Vinícius Coelho, do "ge", há opiniões diferentes nos bastidores do futebol nacional, mas os times defenderão suas posições e há chances de os portões serem reabertos em breve.  

Até o momento, o Bahia é o único time da Série A que não conta com a liberação para receber público a partir de outubro. Os outros locais onde jogam os demais clubes já liberaram. E é aí que surge o impasse. Em São Paulo, por exemplo, os times poderão receber público a partir da próxima segunda-feira, 4 de outubro. Mais, Atlético-MG, Atlético-GO e Cuiabá podem ser favoráveis ao retorno dos fãs às arquibancadas onde já for permitido.

Flamengo STJD Brasileirão
Flamengo tem liminar do STJD e poderá reabrir os portões do Maracanã a partir do dia 29 de setembro no Brasileirão. / SILVIA IZQUIERDO/Getty Images

Nesta direção, o Bahia vai defender que o protocolo seja cumprido, isto é, que o retorno do público somente aconteça quando 100% das equipes possam reabrir os portões. O argumento do Esquadrão de Aço divide opiniões, mas os clubes podem chegar a um acordo – lembrando que tudo vai ser definido em votação, com a maioria simples ganhando. Os possíveis conflitos, porém, podem ser resolvidos por proposta do Fortaleza.

Conforme a fonte citada, o Leão do Pici vai defender que o público seja liberado agora, em todas as partidas, menos nas que o Bahia participar, seja como mandante ou visitante. Por exemplo, o Tricolor vai visitar o Corinthians na Neo Química Arena na semana que vem e, com essa proposta, o jogo não teria público, mesmo com a liberação, já que o time de Salvador estaria em campo.

Vale lembrar que o governador da Bahia, Rui Costa, informou que só vai conversar sobre o retorno do público aos estádios depois do dia 11 do mês que vem.

Atlético-MG
Atlético-MG deve defender o retorno do público aos estádios. / YURI EDMUNDO/Getty Images

Em meio à essa confusão, os clubes podem tratar do assunto com três propostas: 1) retornar com o público onde for liberado; 2) aceitar a defesa do Bahia e que o público só retorne quando todos os times tiveram o aval; 3) voltar com os torcedores em todos os jogos, menos nas partidas em que o Bahia estiver envolvido.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit