Copa do Brasil

Reprovado? Atuação de Orejuela como zagueiro é detonada por torcedores do São Paulo

Nathália Almeida
Orejuela teve atuação muito ruim contra o 4 de julho
Orejuela teve atuação muito ruim contra o 4 de julho / ERNESTO RYAN/Getty Images
facebooktwitterreddit

Com uma temporada longa e desgastante pela frente, Hernán Crespo não tem hesitado em tomar decisões "arrojadas" no que diz respeito ao gerenciamento do elenco do São Paulo. Após poupar titulares em jogos de Libertadores priorizando o Campeonato Paulista - estratégia que acabou sendo recompensada, afinal, o Soberano saiu campeão -, na noite desta terça-feira (1º), o treinador argentino enviou a campo uma escalação bem modificada para encarar o 4 de julho, em Teresina, partida válida pela terceira fase da Copa do Brasil.

Até o fechamento deste artigo, o placar da partida apontava 3 a 2 para o 4 de julho, mas bem antes do apito final no Albertão, o torcedor tricolor já havia eleito o "vilão" do confronto: Orejuela. Atuando improvisado como zagueiro, o lateral de origem esteve muito nervoso na "nova função", cometendo diversos erros. Foi, no fim das contas, o responsável direto pelos dois tentos anotados pelos donos da casa na primeira etapa: um gol contra e um bote errado que virou assistência para o segundo gol. Nas redes sociais, os são-paulinos reclamaram muito da performance do colombiano.

Muitos torcedores tricolores questionaram o porquê de Crespo não ter utilizado o jovem Beraldo, zagueiro canhoto formato em Cotia. O destaque positivo da atuação do Soberano em Teresina ficou a cargo de Éder, autor de belos gols e perigo constante à defesa adversária.

facebooktwitterreddit