Santos FC

Santos permitiu mais de 70 finalizações em quatro partidas no Paulistão – veja os dados

Antonio Mota
João Paulo se destaca, mas Santos de Carille mostra fragilidade na defesa; clube tem sofrido muitas finalizadas.
João Paulo se destaca, mas Santos de Carille mostra fragilidade na defesa; clube tem sofrido muitas finalizadas. / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Santos empatou em 1 a 1 com o Guarani, no Brinco de Ouro, na tarde do último domingo (6), pela 4ª rodada do Campeonato Paulista. Longe da Vila Belmiro, o Alvinegro foi pressionado e quase levou a virada, algo que não aconteceu apenas pela excelente atuação do goleiro João Paulo. A partida, aliás, reforçou um problema do clube neste início de ano: o alto número de finalizações sofridas.

Desprotegido, o camisa 34 precisou fazer muitas defesas difíceis para evitar o revés do Peixe. Essa situação, porém, não é bem uma novidade no clube, que já exigiu muito de seu arqueiro neste começo de temporada. Até aqui, o paredão foi eleito o melhor em campo em três das quatro partidas que disputou no Paulistão.

De acordo com informações do site Footstats, o Santos sofreu, em média, cerca de 19 finalizações em suas partidas neste início de temporada – contra Inter de Limeira, Botafogo-SP, Corinthians e Guarani. Nos quatro jogos do Estadual disputados até o momento, o clube “deixou” os adversários finalizarem um total de 75 vezes.

Em coletiva no último final de semana, Fábio Carille falou sobre o problema e admitiu que o Santos concedeu muitos espaços a Inter de Limeira, Botafogo-SP e Bugre. O treinador, no entanto, acredita que o clube tenha ido bem no Clássico Alvinegro.

De todo modo, Carille deve se reunir com a comissão técnica e tentar resolver o problema nos próximos dias. A ideia é mostrar vídeos aos jogadores e resolver a questão o quanto antes.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit