Sampaoli chama árbitro de “ladrão”, leva mais um vermelho e torcida atleticana se divide em possível despedida

Breiller Pires
Feb 21, 2021, 8:25 PM GMT-3
Jorge Sampaoli levou 15 cartões amarelos em sua passagem pelo Atlético.
Jorge Sampaoli levou 15 cartões amarelos em sua passagem pelo Atlético. | Pedro Vilela/Getty Images
facebooktwitterreddit

A passagem do argentino Jorge Sampaoli pelo Atlético-MG se encaminha para um desfecho melancólico. Em que pese a vitória por 3 a 2 sobre o Sport, o treinador, que já havia levado seu terceiro cartão amarelo por reclamação, partiu para cima de Rodolpho Toski Marques, após o árbitro marcar pênalti de Marrony em Patric, e foi expulso.

Sampaoli deixou o gramado da Ilha do Retiro transtornado, aos gritos de “ladrão” e “vergonha”. Essa não foi a primeira vez que o técnico demonstrou descontrole emocional à beira do campo. Em um ano de Atlético, recebeu 15 cartões amarelos, sendo 12 deles no Campeonato Brasileiro, acumulando quatro suspensões. Ele está fora da última rodada contra o Palmeiras.

Em negociação para dirigir o Olympique de Marselha, da França, ele sela sua provável despedida de Belo Horizonte deixando o time alvinegro classificado para a fase de grupos da Copa Libertadores. Porém, por não ter conseguido conquistar o tão esperado título brasileiro depois de investimentos milionários no elenco, o argentino sai de cena cornetado por parte da torcida atleticana, que esperava mais de seu comandante.

Por outro lado, há atleticanos que também enaltecem seu legado na Cidade do Galo, valorizando o conceito de jogo e cultura de cobranças internas trazidas pelo treinador argentino, que saiu do estádio em Recife sem conceder entrevista à imprensa.

facebooktwitterreddit