Copa Libertadores

Rony passa Alex e se torna maior artilheiro do Palmeiras na história da Libertadores; veja

Nathália Almeida
Rony balançou as redes na noite desta quarta-feira
Rony balançou as redes na noite desta quarta-feira / RODRIGO BUENDIA/GettyImages
facebooktwitterreddit

No mundo do futebol e dos esportes como um todo, recordes foram feitos para serem superados, afinal, a competitividade é um dos princípios da prática esportiva. Na noite desta quarta-feira (27), o torcedor do Palmeiras viu uma marca importante da história de seu clube trocar de mãos, em uma espécie de "passagem de bastão" que merece ser registrada.

Autor do tento que abriu o placar da partida contra o Emelec (EQU) - válida pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores -, Rony chegou ao seu 13° gol com a camisa alviverde neste torneio, ultrapassando o meia Alex e se posicionando como maior artilheiro da história do Verdão no principal torneio da América do Sul. Ídolo da torcida e destaque do time que encantou a todos entre 1997 e 2000, Alex liderava este ranking com 12 gols, mas acabou superado.

Rodolfo Arruabarrena (L) of Argentina's
Alex, ídolo do Palmeiras, era o maior goleador do clube em Libertadores / AFP/GettyImages

Os números de Rony com a camisa do Palmeiras em Libertadores, por sinal, são simplesmente surreais: em 23 jogos disputados, o atacante somou 13 gols e nove assistências, média de quase uma participação direta para gol por partida. Contratado junto ao Furacão em fevereiro de 2020, o atual camisa 10 do Verdão já conquistou a América duas vezes pela Academia.

facebooktwitterreddit