Brasileiro Série B

Roger Machado pode abrir mão de gringo e mudar o lado direito de ataque do Grêmio agora que tem novas opções

Fabio Utz
Em baixa, Campaz é candidato a perder espaço no time tricolor
Em baixa, Campaz é candidato a perder espaço no time tricolor / Pedro Vilela/GettyImages
facebooktwitterreddit

Nos últimos dois jogos do Grêmio na Série B (duas vitórias), a aposta de Roger Machado em Gabriel Teixeira deu certo - o atleta, fazendo o lado esquerdo ofensivo, foi responsável por duas assistências. Ao mesmo tempo, Campaz, de atuações ruins pela direita, foi substituído no intervalo. Ou seja, se o treinador pensa em mudanças, agora que as opções aumentam, é o colombiano quem pode sobrar.

Frente a Guarani e Operário, quem entrou no lugar do gringo foi Elias. É bem verdade que na primeira exibição ele até não foi tão bem e acabou desperdiçando chances importantes de balançar a rede. No entanto, no meio da semana foi oportunista para marcar o gol que garantiu o triunfo tricolor fora de casa. Com força física para ajudar na marcação e não perder ímpeto na chegada à frente, o garoto dá a impressão de estar recuperando o bom momento vivido no Campeonato Gaúcho e, com isso, sobe alguns degraus na escala de prioridades do treinador, que foi bastante incisivo nas cobranças a Campaz.

Agora, porém, Elkeson vira uma nova alternativa. Enfim liberado para poder exercer a profissão em território brasileiro, o jogador pode atuar tanto pelo lado direito do campo (justamente onde Elias vem sendo aproveitado nas etapas finais das partidas) como mais centralizado. No entanto, como Diego Souza dificilmente perderá lugar entre os titulares, desde já fica a dúvida sobre quem comporá o flanco neste sábado (16h30min), frente ao CRB, pela quinta rodada da segunda divisão nacional. O que não pode é Roger reclamar da falta de peças - ao menos para este setor.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

facebooktwitterreddit