Flamengo

Rodolfo Landim segue como presidente do Flamengo e clima esquenta nos bastidores na Gávea; entenda

Bia Palumbo
Landim confirmou o favoritismo e segue no comando do Flamengo
Landim confirmou o favoritismo e segue no comando do Flamengo / Daniel Apuy/GettyImages
facebooktwitterreddit

Cerca de 2 mil sócios participaram das eleições presidenciais do Flamengo neste sábado (4) e o atual mandatário Rodolfo Landim vai continuar no comando pelo próximo triênio (2022/24). Ele venceu com 64,9% dos votos e superou Marco Aurélio Asseff (Chapa Azul), Ricardo Hinrichesen (Chapa Branca) e Walter Monteiro (Chapa Ouro).

O percentual indica que o presidente não atingiu o mínimo de 80% que faria a situação dominar os Conselhos Administrativo e Deliberativo. Sendo assim, a oposição ainda tem voz ativa em assuntos como patrocínios, orçamento e outras questões que envolvem o dia a dia na Gávea.

Apesar da vitória, Landim terá desafios dentro e fora de campo para administrar. Em relação ao futebol, os primeiros passos são definir o novo técnico que comanda o time de futebol, o balanço (contratações e dispensas) no elenco e o orçamento visando a temporada 2022. Enquanto isso, nomes como Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-presidente Jurídico, e Luiz Eduardo Baptista, vice de relações externas, se articulam para assumir o poder, como publicou o jornal "Extra".

"Podem ter certeza que vamos trabalhar duro por um melhor desempenho em todos os esportes e aqui na Gávea, na sede do clube, ainda melhor do que tivemos nesses três últimos anos", declarou Rodolfo Landim ao portal Coluna do Fla.

A gestão Landim foi responsável por 20 reforços no Flamengo, sendo que a maioria (14) ainda segue no clube. A lista completa inclui Andreas Pereira, Arrascaeta, Bruno Henrique, Bruno Viana, Filipe Luís, Gerson, Gustavo Henrique, Isla, João Lucas, Kenedy, Léo Pereira, Michael, Pedro Rocha, Rodrigo Caio, Pablo Marí, Pedro, Rafinha, Rodrigo Caio, Thiago Fernandes e Thiago Maia.

facebooktwitterreddit