Robinho e Ricardo Oliveira podem voltar ao Santos, admite gestor

Robinho
Friedemann Vogel/Getty Images

Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, na noite desta sexta-feira (22), Pedro Henrique Doria Mesquita, membro do Comitê de Gestão do Santos, admitiu a possibilidade de repatriação dos atacantes Robinho e Ricardo Oliveira.

Robinho, que atualmente joga no Basaksehir, da Turquia, não deve renovar com seu clube, segundo a Gazeta Esportiva.

“Robinho é o maior ídolo da história recente do clube. Geração 2002 com Elano, Léo Bastos… São ídolos. Marcaram geração. Robinho é o maior ídolo da minha juventude, sempre é uma opção. Até parar vai ser opção. De todas essas contas, Santos tem mais de um débito com Robinho e pode ser cobrado na Justiça. Isso mostra carinho, respeito, a decência. Santos deve mais de R$ 3,5 milhões e ele nunca acionou o clube na Justiça. Ele e advogado sempre estão dispostos a negociar. Se ele não vier agora, que venha em outro momento. Sempre será bem-vindo”

Pedro Doria, Comitê de Gestão

Ricardo Oliveira inclusive já foi dispensado
do Atlético-MG. Segundo Pedro Doria, o próprio atleta já revelou que quer retornar.

“Um membro do Comitê de Gestão encontrou ele em mercado de Alphaville e há o desejo do atleta e espero que o presidente pauta. E ele teria meu voto. Seja ele como jogador, membro de Comitê de Gestão ou qualquer outra coisa”

Pedro Doria, Comitê de Gestão
Ricardo Oliveira
Ricardo Nogueira/Getty Images

O problema é que o Santos está proibido de realizar contratações. A punição da FIFA é referente a uma dívida do Peixe ao Hamburgo, da Alemanha, pela contratação do zagueiro Cléber Reis.