The Players' Tribune

Richarlison faz campanha pró-vacina e apelo às pessoas que não querem se vacinar: “Vamos confiar na ciência”

Redação 90min
Em carta ao The Players' Tribune, atacante brasileiro convoca fãs para se imunizarem contra a Covid-19
Em carta ao The Players' Tribune, atacante brasileiro convoca fãs para se imunizarem contra a Covid-19 / Visionhaus/GettyImages
facebooktwitterreddit

Nesta quinta-feira, o atacante Richarlison assina uma carta no The Players' Tribune defendendo a ciência e pregando que todos se vacinem contra a Covid-19, diante do ceticismo de muitos, inclusive alguns atletas, em relação às vacinas. No texto, o jogador do Everton afirma que essas pessoas têm sido "influenciadas por informações falsas e teorias da conspiração" e lembra que "cientistas e médicos arriscaram suas vidas" em busca de um solução para a pandemia.

"Senti que era necessário passar essa mensagem ao saber que muitas pessoas ainda não se vacinaram. Não por falta de imunizantes nem por atraso na entrega das vacinas, mas por escolha própria. E isso me deixa preocupado."

Richarlison

O atacante, que é embaixador de um projeto de apoio à ciência da Universidade de São Paulo (USP), reforça a importância das vacinas no controle da pandemia e na diminuição de mortes pelo coronavírus em todo o mundo.

"Por ter me aproximado do universo da ciência, eu consigo notar claramente o quanto a vacina tem nos dado esperança. Os números comprovam. No Brasil, as mortes pela doença caíram mais de 90% depois que a vacinação avançou. Há poucos dias, o país registrou a menor taxa de óbitos desde o início da pandemia", escreve o Pombo, que ainda faz um paralelo entre a luta contra o vírus e uma partida de futebol.

"Como eu venho dizendo, precisamos acabar logo com essa bagaça. E o único caminho para a cura é vacinar geral, o máximo de gente, o mais rápido possível. Estamos quase lá. Só falta empurrar a bola pro gol. E, para isso, temos de pensar no coletivo e atuar como um time. Cada um fazendo a sua parte, nós vamos virar esse jogo. Na verdade, já estamos virando — mas, por experiência própria, o jogo só acaba quando termina."

Por fim, Richarlison pondera sobre a resistência de alguns atletas em se vacinar e ressalta a necessidade de diálogo para convencê-los a tomar a vacina contra a Covid-19.

"Não tenho dúvida de que a vacina é confiável. Mas vejo que ainda tem gente com pé atrás, até mesmo alguns atletas", afirma o jogador. "Uma pessoa que não se vacina pode afetar o grupo de jogadores e o clube no geral. E isso vale para qualquer área ou profissão. Embora eu acredite que todos devam se vacinar, não acho certo tratar quem não se vacinou e teve uma postura distinta da minha como um inimigo. Acredito que tudo pode ser resolvido na base da conversa."

Leia a carta de Richarlison na íntegra.

facebooktwitterreddit