Palmeiras

Renovação, aposentadoria, comportamento e mais: o que Abel Ferreira falou em entrevista ao Roda Viva

Fabio Utz
Português tem proposta para renovar contrato com o Verdão
Português tem proposta para renovar contrato com o Verdão / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Estar no Roda Viva, um dos programas de entrevista mais tradicionais da televisão brasileira, é para poucos. Pois o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, foi o convidado desta segunda-feira (21). Ele que, em menos de dois anos trabalhando no futebol brasileiro, ganhou duas Copas Libertadores, uma Copa do Brasil e uma Recopa Sul-Americana. Suas declarações, claro, repercutiram fortemente junto aos torcedores do Verdão, e o 90min faz um resumo sobre as principais falas do português.

Abel Ferreira Técnico Treinador Palmeiras Recopa Troféu Roda Viva
Técnico tem quatro títulos desde que chegou ao Verdão / Alexandre Schneider/GettyImages

Relação com a imprensa brasileira

"A imprensa portuguesa e brasileira são iguais. Entendo o vosso lado. Não tenho problema com nenhum jornalista, nem com aquele que me insultou do pior (Paulo Morsa). É minha filosofia de vida, não consigo ficar chateado com ninguém."

Comportamento à beira do gramado

"Tenho que dizer que às vezes tenho vergonha daquilo que vejo. Se quero ser melhor treinador, tenho que melhorar isso. Tenho noção disso. Sou uma pessoa extremamente calma fora, sou uma pessoa bem tranquila, gosto de ler, dormir, gosto de ficar em casa. Mas ali me transformo."

Aposentadoria daqui a quatro ou cinco anos?

"Aqui é muito intenso. Minha mãe hoje me ligou e disse ‘ei, está com a barba branca!’. É muito intenso aqui. Daqui até novembro não teremos nenhuma semana livre."

Mudanças necessárias no futebol brasileiro

"Vai mudar. Precisa mudar pessoas. O exemplo claro é a Libertadores, o torneio tem outro modelo agora. Nas últimas edições aconteceram finais únicas, venderam os direitos televisivos para mais de 191 países. Não sei quando vai acontecer, mas vai. Aqui (no Brasil) está a frente em relação à Europa os núcleos de performances, as capacidades físicas. Mas muitas coisas precisam melhorar, como os gramados.”

Pedro no Palmeiras

“Não falo de jogadores que não são nossos. Mas é um bom jogador. Pra vocês verem o nível do Flamengo na frente. Se o Pedro fica fora é porque estão bem servidos. E é de conhecimento público (a busca pelo centroavante).”

O futuro é no Palmeiras?

"É verdade que tenho uma proposta do Palmeiras para renovar. Conversei com a Leila (Pereira, presidente do clube) na última sexta-feira. É tudo mentira que recusei uma primeira proposta ou que só fico com centroavante. A decisão esta tomada, mas vou falar primeiro aos jogadores."

facebooktwitterreddit