Reforço? Cruzeiro ganha nova opção para o ataque com retorno de atleta emprestado

FBL-LIBERTADORES-CRUZEIRO-UCHILE
FBL-LIBERTADORES-CRUZEIRO-UCHILE | DOUGLAS MAGNO/Getty Images

Encontrando enormes dificuldades na disputa da Série B - especialmente no que diz respeito à produção ofensiva e bola na rede -, o Cruzeiro encontrou uma forma legal de 'driblar' a sanção da FIFA que lhe impede de registrar novos jogadores. Reativando o contrato de um velho conhecido que pertence ao elenco celeste, o clube mineiro espera conseguir adicionar mais potência e poder de finalização na frente.

Como destaca o UOL Esportes, o retorno de Sassá à Toca da Raposa não estava nos planos de Ney Franco, mas clube e comissão técnica entraram em consenso por uma 'segunda chance' ao centroavante. Ele estava emprestado ao Coritiba para a temporada 2020, mas acabou dispensado pelo clube paranaense após polêmico episódio extracampo. Agora, buscará um recomeço em Belo Horizonte, com objetivo de apagar a imagem ruim deixada por ele (e tantos outros) em 2019.

Sassa
Atletico MG v Cruzeiro - Brasileirao Series A 2019 | Pedro Vilela/Getty Images

A reativação do contrato do centroavante é uma medida 'paliativa' encontrada pela diretoria celeste enquanto seu recurso na FIFA não é julgado. O clube mineiro tem duas novas contratações já apalavradas mas não pode registrar os atletas em questão por conta da sanção disciplinar. Isso não se aplica a jogadores que pertencem ao elenco celeste e retornam após vínculo de empréstimo, exato caso de Sassá.