Premier League

Recorde de casos, Arteta positivo e adiamento: a situação da Premier League em meio ao surto de Covid-19

Lucas Humberto
Campeonato Inglês segue sofrendo as consequências do crescente número de casos de Covid-19 na Europa
Campeonato Inglês segue sofrendo as consequências do crescente número de casos de Covid-19 na Europa / Visionhaus/GettyImages
facebooktwitterreddit

Em meio ao recente recorde de casos de Covid-19 na Premier League - 103 resultados positivos foram registrados entre jogadores e demais funcionários -, outra preocupante confirmação nesta quarta-feira (29): Mikel Arteta foi infectado e não comanda o Arsenal na partida deste sábado (1º), contra o Manchester City.

Mikel Arteta Arsenal Covid-19 Premier League
Arteta testou positivo / Naomi Baker/GettyImages

O anúncio acontece apenas um dia depois da liga ter confirmado o adiamento do 16º jogo em duas semanas. A partida da vez foi Everton x Newcastle, que deveria acontecer na próxima quinta-feira. No entanto, diante de um surto no mais novo bilionário da Inglaterra, o duelo com os Toffes precisará ser remarcado.

Apesar dos adiamentos, a Premier League reforça que não pretende paralisar o torneio: "O objetivo da Liga é fornecer o máximo de clareza possível, mas infelizmente alguns adiamentos às vezes precisam ser feitos em curto prazo, pois a segurança é nossa prioridade. Sempre que possível, a Liga fará o possível para manter os torcedores atualizados caso haja risco de jogo em uma jornada".

"O Conselho avalia as solicitações de adiamento de partidas caso a caso, com base nas regras existentes e nas orientações de adiamento do Covid-19 adaptadas, implementadas à luz da nova variante do Ômicron", completou. Aliás, devido ao crescente número de casos, os clubes e a própria liga reintroduziram medidas de segurança sanitária.

Jamaal Lascelles Newcastle Covid-19 Premier League
Partida do Newcastle foi adiada / Stu Forster/GettyImages

Agora, para acessar as dependências dos estádios, os torcedores devem apresentar teste negativo de até 48 horas antes ou imunização completa. Futebolisticamente falando, há discussões em voga sobre o retorno das cinco substituições por jogo. A negativa ao pedido de alguns treinadores, incluindo Jürgen Klopp e Pep Guardiola, tem sido motivo de protestos."

"Simplesmente não consigo compreender o porquê de não podermos fazer cinco substituições. Foi na Inglaterra que surgiu essa ideia, certo? E agora que estamos a atravessar este momento de surtos, tenho a sensação de que ninguém quer pensar sobre o tema", defendeu Thomas Tuchel, técnico do Chelsea.

Premier League Covid-19
Medidas sanitárias foram reintroduzidas na Premier League / Dan Mullan/GettyImages
facebooktwitterreddit