Ranking: Os melhores finalizadores do Brasileirão 2020

Pedro José Domingues
FBL-SUDAMERICANA-DEFENSA-VASCO
FBL-SUDAMERICANA-DEFENSA-VASCO / DANIEL JAYO/Getty Images
facebooktwitterreddit

Na última terça-feira (8), a plataforma Footure publicou um estudo de seu departamento "Footure Pro" em seu perfil oficial no Twitter, mostrando números e estatísticas sobre finalizações na atual edição do Campeonato Brasileiro.

Trata-se, principalmente, da estatística de Expected Goals, o "xG", que nos ajuda a entender melhor cada situação e momento decisivo do jogo. Nas análises de xG, é mapeado os pontos de cada finalização do atleta para medir a probabilidade de sair um gol, utilizando uma base de dados extensa.

Isso vem sendo cada vez mais utilizado pelos clubes como um indicador de performance necessário para analisar os momentos da partida. No entanto, os Expected Goals não levam necessariamente em conta a qualidade individual de cada jogador para analisar os lances e os pontos de finalização.

Para saber mais a fundo dessa importante e nova tecnologia no futebol, clique aqui para acessar o artigo do Footure que explica por completo.

Com tudo isso, o Footure produziu o material do Brasileirão com base no xG de cada atleta.

Na estatística de jogadores com o maior número de xG, houve domínio dos atacantes, que normalmente possuem melhores posições e momentos para a finalização, e chutam mais ao gol. Nesse cálculo, foram excluídas as cobranças de pênaltis.

Top 10 xG do Campeonato Brasileiro:

1- Germán Cano (Vasco) - aproximadamente 8 xG.

2- Pedro (Flamengo) - aproximadamente 7,5 xG.

3- Gilberto (Bahia) - aproximadamente 7,5 xG.

4- Keno (Atlético-MG) - aproximadamente 6,5 xG.

5- Thiago Galhardo (Internacional) - aproximadamente 6 xG.

6- Bruno Henrique (Flamengo) - aproximadamente 6 xG.

7- Brenner (São Paulo) - aproximadamente 6 xG.

8- Eduardo Sasha (Atlético-MG) - aproximadamente 5,7 xG.

9- Luciano (São Paulo) - aproximadamente 6,5 xG.

10- David (Fortaleza) - aproximadamente 6,5 xG.

*Dados e informações do Footure Pro.

Como visto no top 10, Cano e Pedro são os que se destacam na lista e nas estatísticas de xG. Os dois tem sido as principais opções de conclusão e finalização de suas equipes, finalizando em posições boas no campo e muitas vezes ao gol. Com isso, o índice de xG aumenta.

2020 Brasileirao Series A:  Botafogo v Vasco da Gama Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus
2020 Brasileirao Series A: Botafogo v Vasco da Gama Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus / Bruna Prado/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Flamengo v Athletico PR Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus
2020 Brasileirao Series A: Flamengo v Athletico PR Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus / Buda Mendes/Getty Images

No entanto, outros jogadores se destacam nas análises de xG por estarem superando as métricas, e marcando mais gols que o índice esperado. Acima de 4 xG, os principais exemplos disso são:

1- Marinho (Santos) - aproximadamente 6,5 xG.

2- Claudinho (Red Bull Bragantino) - aproximadamente 5,5 xG.

3- Luciano (São Paulo) - aproximadamente 5,5 xG.

4- Thiago Galhardo (Internacional) - aproximadamente 4,5 xG.

Com essas duas listas, percebemos que é mais comum jogadores de área e atacantes terem um xG mais elevado por conta do maior número de finalizações para o gol e posições melhores para os chutes. Junto a isso, os jogadores que superam as métricas de xG jogam mais distantes da grande área, e com média de finalizações maiores fora da área, o que gera um xG mais baixo por finalização.

Marinho e Claudinho nessas estatísticas, são jogadores com características de chutes de fora da área, ao contrário de Luciano e Galhardo, que chegam mais próximo ao gol para finzalizar, apesar de não serem centroavantes.

2020 Brasileirao Series A:  Fluminense v Santos Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus
2020 Brasileirao Series A: Fluminense v Santos Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus / Bruna Prado/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Botafogo v Red Bull Bragantino Play Behind Closed Doors Amidst the
2020 Brasileirao Series A: Botafogo v Red Bull Bragantino Play Behind Closed Doors Amidst the / Buda Mendes/Getty Images

Além dos índices de xG, o Footure Pro também mostrou gráficos que apontam a proporção dos tipos de finalização. Com essa análise, foi possível perceber que jogadores canhotos tendem a finalizar menos com a perna "ruim" em comparação com os destros.

Para acessar a thread completa das análises de finalização do Brasileirão 2020, clique aqui.

facebooktwitterreddit