Ranking - Os 50 maiores jogadores da história da MLS

Antonio Mota
Ibrahimovic, Beckham e outros craques: veja o top-50 dos maiores jogadores da história da Major League Soccer.
Ibrahimovic, Beckham e outros craques: veja o top-50 dos maiores jogadores da história da Major League Soccer. / Jeff Gross/Getty Images
facebooktwitterreddit

A Major League Soccer (MLS) foi durante muitos anos uma piada para o futebol mundial, sendo vista como uma “casa de repouso” para várias das estrelas do esporte se aposentarem com conforto, sem pressão esportiva e com um salário alto. Contudo, nas últimas temporadas, isso mudou – mesmo que a chegada de Ibrahimović no Los Angeles Galaxy há dois anos aponte o contrário – e a liga tem evoluído consideravelmente, como é possível perceber pela quantidade de jovens atletas, sobretudo sul-americanos, despontando na competição e também pelo surgimento de promessas no torneio, como, por exemplo, Miguel Almirón e Alphonso Davies.

Portanto, cientes de tamanho crescimento, decidimos analisar a história da liga norte-americana, que foi fundada há apenas 25 anos (1995), e peneirar quais foram os 50 maiores jogadores de sua curta história. Confira abaixo – vale pontuar que esta lista classifica os melhores jogadores de todos os tempos da MLS e não os mais “renomados” mundialmente que participaram da competição.

50. Kei Kamara

Timothy Nwachukwu/Getty Images

O destaque de abertura do top-50 dos maiores jogadores da história da MLS é o serra-leonino Kei Kamara, que construiu praticamente toda a sua carreira no futebol norte-americano. Aos 35 anos, ele defende o Colorado Rapids e é um dos 11 jogadores que marcaram mais de cem gols no torneio.

Atualmente, o atacante tem 347 partidas (somando o número de jogos por todos os clubes que defendeu no torneio), 127 tentos e 37 assistências na liga.

49. Wayne Rooney

Vaughn Ridley/Getty Images

O craque Rooney não teve o sucesso esperado na Major League Soccer, no entanto, ele ganha uma vaga nessa lista pelo o que ele fez pelo time que defendeu no torneio – D.C. United – e também para a competição: o inglês lotava os estádios do torneio e isso, sobretudo para uma competição tão nova, é para se aplaudir de pé.

48. Zlatan Ibrahimović

Ray Carranza/Getty Images

Ibrahimović também entra na lista pelo o que fez pela liga norte-americana e pelo Los Angeles Galaxy – destacando que ele também saiu do torneio sem nenhum troféu. Afinal, o sueco, sem dúvidas, conseguiu puxar muitos holofotes para a competição e isso não se pesa em troféus.

47. Ignacio Piatti

Alex Menendez/Getty Images

Ídolo e maior jogador da história do Montreal Impact, Piatti fez muito sucesso no futebol norte-americano, no qual figurou em vários momentos como um dos melhores da temporada (2015/19). Além disso, ele também esteve em duas oportunidades na MLS Best XI (2016 e 2018), que é uma espécie de seleção da liga, três na MLS All-Star Game (2016, 2017 e 2018), que é a “partida das estrelas” da competição, e ainda foi eleito quatro vezes o Most Valuable Player (2015, 2016, 2017 e 2018) de seu clube, que é o melhor jogador do time no ano.

46. Guillermo Barros Schelotto

Jamie Sabau/Getty Images

Ídolo do Boca Juniors, Schelotto chegou ao Columbus Crew em 2007 e pouca tempo depois mostrou que elevaria o patamar do clube. Em três anos, ele ergueu três troféus, incluindo uma Major League Soccer (2008), no qual foi o MVP – o melhor jogador.  

45. Luciano Emilio

Mike Stobe/Getty Images

O brasileiro Luciano também tem sua vaga garantida entre os maiores jogadores da história da liga norte-americana. Lá, defendendo o D.C. United, ele conquistou uma MLS Supporters' Shield (2007), sendo o Golden Boot (artilheiro) e o Newcomer of the Year (revelação). Em seguida, em 2008, o atacante ainda conquistou a U.S. Open Cup.

44. Alex Pineda Chacón

Brian Bahr/Getty Images

O hondurenho Chacón atuou vários anos e em cinco times na Major League Soccer (2001 a 2004), no entanto, foi na sua primeira temporada na liga e no Miami Fusion em que ele se destacou: 19 gols e 9 assistências. Esses números o colocaram como o artilheiro e melhor jogador do torneio, além de o garantir uma indicação ao “XI ideal” do ano.

43. Jason Kreis

Aubrey Washington/Getty Images

O ex-meia-atacante Kreis é simplesmente uma lenda do FC Dallas – chamado à época de Dallas Burn. Com 247 partidas e 91 tentos, além de um MVP (1999), o craque figura entre os melhores jogadores de todos os tempos do time e da liga norte-americana.

42. Andre Blake

Mitchell Leff/Getty Images

O jamaicano Blake, do Philadelphia Union, é um dos melhores arqueiros da Major League Soccer na atualidade. Destaque da posição desde 2014, o paredão tem em seu currículo um prêmio de Goleiro do Ano e uma indicação para a Seleção da Temporada – em 2016.

41. Stefan Frei

Abbie Parr/Getty Images

O suíço Frei tem uma carreira consolidada e vitoriosa no futebol norte-americano. De 2009 até hoje, entre o Toronto (2009 a 2013) e o Seattle Sounders FC (2014 até os dias atuais), o goleiro conquistou seis troféus, incluindo duas MLS Cups (2016 e 2019).

40. Jozy Altidore

Vaughn Ridley/Getty Images

Cria do New York Red Bulls, Altidore rodou o mundo antes de voltar ao futebol de seu continente de origem. Repatriado pelo Toronto FC em 2015, o artilheiro se encontrou e foi peça-chave para o clube conquistar uma MLS Cup e uma Supporters' Shield, em 2017.

39. Mike Magee

Shaun Clark/Getty Images

Magee é um nome certo nos anais da liga norte-americana. Afinal, entre suas passagens por New York Red Bulls, LA Galaxy, Chicago Fire e outras equipes do continente, ele acumulou taças, sendo duas da MLS Cups (2011 e 2012) e duas da Supporters' Shield (2010 e 2011). Além disso, o ex-meia-atacante também conta com o status de ter sido eleito o MVP em 2013.

38. Brian McBride

Otto Greule Jr/Getty Images

O ex-atacante McBridge é reconhecido em todo o mundo pelos seus feitos no Fulham, da Inglaterra, com o qual fez duas ótimas temporadas (2005 e 2006), e pelos tempos na Seleção dos Estados Unidos. Porém, o que nem todo mundo sabe é que ele também conseguiu destaque na maior liga norte-americana, sobretudo com a camisa do Columbus Crew. Uma lenda!

37. Raúl Díaz Arce

Brian Bahr/Getty Images

O salvadorenho El Toto, nascido Raúl Ignacio Díaz Arce, é uma das estrelas da história da MLS, na qual ficou por mais de nove temporadas. Ao longo desse período, ele defendeu seis equipes, mas obteve maior destaque por uma: o D.C. United. Lá, o atacante conquistou duas MLS Cups (1996 e 1997), uma US Open Cup (1996) e uma Supporters 'Shield (1997).

36. Miguel Almirón

Elsa/Getty Images

Cria do Cerro Porteño, Almirón deixou o futebol sul-americano para brilhar na MLS, mais precisamente no Atlanta United, com o qual foi campeão da MLS Cup (2018) e conquistou o prêmio de “Revelação do Ano”. Além disso, o paraguaio também deixou o país como a venda mais cara da história da liga: 21 milhões de euros ao Newcastle, da Inglaterra, no ano passado.

35. Mauricio Cienfuegos

Jeff Gross/Getty Images

Depois de se destacar na América Central e no México, Cienfuegos decidiu tentar a sorte na MLS e mais uma vez foi bem. Lá, defendendo o Los Angeles Galaxy, o atacante ergueu a uma taça da MLS Cup (2002), duas da Supporter 'Shield (1998 e 2002), uma da CONCACAF Champions' Cup (2000) e uma da U.S. Open Cup (2001).

34. Robin Fraser

Brian Bahr/Getty Images

O jamaicano naturalizado estadunidense Fraser construiu toda a sua carreira no futebol norte-americano. Ao longo de nove temporadas (1996/2005), o zagueiro alcançou muito prestígio e reconhecimento, sendo eleito em duas oportunidades como o Defensor do Ano (1999 e 2004) e ganhando duas Supporter 'Shields, além de uma CONCACAF Champions' Cup.

33. Steve Ralston

Stephen Dunn/Getty Images

Revelado pelo Tampa Bay Mutiny, Ralston não precisou de muito tempo para mostrar que tinha potencial. Em sua primeira temporada na competição (1996), o meio-campista conquistou o prêmio de “Estreante do Ano” e deixou um bom cartão de visitas. Dali em diante, foram mais de 370 partidas e mais de 13 anos de muita habilidade.

32. Michael Bradley

Vaughn Ridley/Getty Images

O meia Michael Bradley não teve o sucesso esperado na Europa, sobretudo na Roma. Porém, isso não diminui os seus feitos no Toronto FC, onde foi campeão da MLS Cup (2017) e conquistou uma Supporter 'Shield (2017). Sem dúvidas, é um dos destaques da história da liga.

31. Diego Valeri

Steve Dykes/Getty Images

O meio-campista Diego Váleri é um dos craques da liga norte-americana e do Portland Timbers, com o qual conquistou a MLS Cup (2015). Além disso, ele também conta com o status de ter sido MVP em 2017. Com 34 anos e ainda em atividade, o argentino tem tudo para ir ainda mais longe.

30. Omar Gonzalez

Andrew Katsampes/ISI Photos/Getty Images

Com três MLS Cups (2011, 2012 e 2014), duas Supporters 'Shield (2010 e 2011), Gonzalez é um verdadeiro imã de troféus no futebol norte-americano. Além das conquistas coletivas, o zagueiro também acumula feitos individuais, como o de “Estreante do Ano” (2009) e o de Defensor do Ano (2009 e 2011), e em quatro oportunidades esteve na seleção da temporada.

29. Josef Martinez

Carmen Mandato/Getty Images

O venezuelano Martínez é um destaque absoluto do futebol norte-americano, no qual defendeu o Toronto e o Atlanta United (clube atual). Inclusive, em 2018, ano em que conquistou a MLS Cup, ele se tornou o atleta mais premiado de uma única temporada, com quatro premiações: MVP, All-Star Game MVP, Golden Boot (artilheiro) e MLS Cup Final Game MVP.

28. Brad Davis

Peter G. Aiken/Getty Images

O meio-campista Davis atuou na MLS por 15 anos e soube aproveitar o tempo que teve para se eternizar na história da competição. Em 369 partidas, ele marcou 53 gols e deu 101 assistências, além de ter sido duas vezes campeão da liga e uma vez da Supporter 'Shield.

27. CJ Brown

Jonathan Daniel/Getty Images

Ídolo do Chicago Fire, o zagueiro Brown teve 12 anos de carreira e sucesso no futebol norte-americano, tendo conquistado uma MLS (1998), quatro U.S. Open Cups (1998, 2000, 2003 e 2006) e uma Supporter 'Shield (2003).

26. Donovan Ricketts

Alex Menendez/Getty Images

O jamaicano Ricketts é um dos melhores goleiros da história da liga norte-americana. Em sua carreira, ele conquistou uma MLS (2011) e duas Supporter 'Shield (2010 e 2011), além de ter sido eleito em duas oportunidades o goleiro da temporada.

25. Piotr Nowak

Jonathan Daniel/Getty Images

O polonês Nowak teve uma passagem relativamente pela MLS, mas deixou sua marca. Em quatro temporadas, ele conquistou duas MLS (1998 e 1999) e duas U.S. Open Cups (1998 e 2000) pelo Chicago Fire. O craque foi realmente um meteoro no torneio.

24. Brian Ching

Bob Levey/Getty Images

Faro de gol! O artilheiro Ching atuou em quatro clubes durante sua carreira na MLS, vencendo três MLS Cups e um Supporter 'Shield. Além disso, ele também esteve uma seleção da temporada e uma vez foi artilheiro.

23. Bradley Wright-Phillips

Maddie Meyer/Getty Images

Embora não tenha conseguido o mesmo sucesso que seu irmão Shaun e seu pai Ian no futebol mundial, Bradley Wright-Phillips viveu grandes momentos no futebol norte-americano, sobretudo no New York Red Bulls, no qual conseguiu ser artilheiro em duas oportunidades da MLS (2014 e 2016) e conquistou três Supporter 'Shield (2013, 2015 e 2018).

22. Ben Olsen

Patrick McDermott/Getty Images

Lenda do D.C. United, Olsen colecionou troféus ao longo dos seus 11 anos de carreira, tendo conquistado duas MLS Cups (1999 e 2004), três Supporter 'Shield (1999, 2006 e 2007) e uma U.S. Open Cup (2008). Além disso, ele também tem o status de ter sido o “Estreante do Ano” (1998) e de ter participado da seleção da liga em 2007. Vale destacar que o ex-craque também tem se dado bem à beira do campo no país, inclusive, em 2014, ele foi eleito o treinador da temporada.

21. Sebastian Giovinco

Vaughn Ridley/Getty Images

Craque, Giovinco não passaria pela MLS sem deixar o seu nome na história da liga. Em três anos no Toronto, o meia-atacante conquistou uma MLS (2017) e uma Supporter 'Shield (2017), além de ter sido o Chuteira de Ouro (artilheiro) e o MVP (melhor jogador) da temporada 2014/2015 – cabe notar que o italiano foi o primeiro jogador a fazer mais de 20 gols e dar mais de 10 assistências na competição em um mesmo ano.  

20. Thierry Henry

Mike Stobe/Getty Images

Craque do mais alto nível, Henry sem dúvidas é o jogador de futebol mais talentoso e condecorado que já jogou na MLS – sem descartar o sueco Ibrahimovic. Portanto, só por isso, ele já é digno de ter uma vaga nesta lista, no entanto, ele também tem ótimos números e feitos: 51 gols e 42 assistências em cinco temporadas e uma taça Supporter 'Shield (2013) pelo New York Red Bulls.

19. Taylor Twellman

Jim Rogash/Getty Images

Caso não tivesse sofrido uma trágica concussão, o artilheiro Twellman poderia ter ido ainda mais longe com a camisa do New England Revolution, o qual defendeu por oito anos. Neste período, o craque anotou 101 gols, o que o coloca entre os maiores artilheiros da história da liga. Inclusive, ele foi o artilheiro máximo de duas edições do torneio (2002/03 e 2004/05) e também uma vez o MVP (2004/05). Além disso, ele também conquistou uma U.S. Open Cup (2006/07).

18. Preki

Victor Decolongon/Getty Images

Predrag Radosavljević, compreensivelmente conhecido como Preki, se aposentou em 2005 e ainda assim segue como o único jogador da história a ser eleito duas vezes o MVP (1996/97 e 2002/03) da MLS. Além de tal impressionante feito, o sérvio ainda tem um título da competição (1999/00).

17. Marcelo Balboa

Andy Lyons/Getty Images

Balboa não levantou muitos troféus ao longo de sua carreira, mas isso não tira o brilho de sua trajetória no esporte, sobretudo na liga norte-americana, em que ele se destacou por ter muita capacidade técnica e ser vitalmente decisivo. Lá, inclusive, ele foi eleito em duas oportunidades o futebolista da temporada (1992 e 1994).  

16. Carlos Ruiz

Jim Rogash/Getty Images

O guatemalteco Carlos Ruiz, chamado de El Pescadito, teve 14 anos de trajetória e sucesso na MLS, em que defendeu cinco clubes diferentes e acumulou condecorações, incluindo uma taça da MLS (2001/02) e duas Chuteiras de Ouro (2001/02 e 2002/03), além de um MVP (01/02).

15. Kevin Hartman

R. Yeatts/Getty Images

Tempo e regularidade são sinônimos de Kevin Hartman na MLS. Em 17 anos na liga, o goleirão conquistou vários títulos coletivos – incluindo uma MLS (2004/05) – e também individuais, como de Goleiro do Ano em 1999. O arqueiro era uma máquina

14. Carlos Valderrama

Ronald Martinez/Getty Images

Pioneiro do talento sul-americano na MLS, o colombiano Valderrama foi o primeiro atleta condecorado com o título de MVP da liga norte-americana, concedido em 1996. Além disso, ele também ergueu uma taça da competição e uma Supporter 'Shield, ambas na temporada 1995/96.  

13. David Villa

Michael Reaves/Getty Images

Villa chegou à MLS rodeado de dúvidas, afinal, ele já tinha 33 anos e muito não acreditavam que ele manteria o nível dos tempos de Espanha e Barcelona. Porém, ele calou a todos com muito futebol: 117 partidas e 77 bolas no fundo das redes com a camisa do New York City FC. Além dos números, o camisa 9 ainda deixou o torneio com um prêmio de MVP (2015/16) na mochila.  

12. Cobi Jones

Mike Stobe/Getty Images

Ex-Vasco, o estadunidense Jones é um dos jogadores mais condecorados da história da principal liga da América do Norte.  Em 11 anos no Los Angeles Galaxy, ele conquistou duas MLS (2001/02 e 2004/05), três Supporters 'Shield (1997/98, 2000/01 e 2001/02) e duas U.S. Open Cups (2000/01 e 2004/05). Além disso, ele também ajudou o time a ultrapassar barreiras e vencer a CONCACAF Champions Cup em 1999/00

11. Jeff Cunningham

Victor Decolongon/Getty Images

O goleador Cunningham marcou 134 gols em sua trajetória de 13 anos na MLS, o que o coloca no top-3 dos maiores artilheiros da história da competição. Curiosamente, ele não conseguiu converter os tentos em títulos, já que ganhou “apenas” uma U.S. Open Cup (2001/02) e uma Supporters 'Shield (2003/04), que é o mesmo número de artilharias que ele tem: duas (2005/06 e 2008/09).    

10. Tony Meola

Andy Lyons/Getty Images

Meola é simplesmente o maior goleiro da história da MLS e isso com certeza o coloca no top-10 deste ranking. O arqueiro era tão bom que ganhou o prêmio de MVP na temporada 1999/00 – até hoje nenhum outro atleta da posição conseguiu tamanha conquista na liga – e também um jogo eletrônico em sua homenagem: Tony Meola’s Sidekicks Soccer.

9. Eddie Pope

Simon M Bruty/Getty Images

O zagueiro Pope é outra referência de sua posição, inclusive, há quem o aponte como o melhor defensor da história da Seleção dos Estados Unidos e um dos melhores de todos os tempos da MLS. Em 2007, por exemplo, ele ganhou o prêmio de defensor do ano e, em 2011, entrou para o Hall da Fama do Futebol do país.

8. Marco Etcheverry

Ezra Shaw/Getty Images

Vai uma taça aí? Etcheverry, chamado de El Diablo, é sem dúvidas uma das lendas da MLS. Durante sua carreira, ele colecionou troféus, ganhando três MLS Cups (1995/96, 1996/97 e 1998/99) e duas Supporters 'Shield (1996/97 e 1998/99), além de ter sido o MVP da temporada 1997/98 e de ter participado de várias edições do “time ideal” da liga.  

7. Dwayne De Rosario

Ned Dishman/Getty Images

Com 104 gols e 343 partidas em 15 anos de MLS, De Rosario também é um dos nomes certos nos anais da principal liga norte-americana. Ao longo desse período, o craque levantou quatro troféus da MLS Cups (2001, 2003, 2006 e 2007) e uma Supporters 'Shield (2005). Além disso, ele teve a honra de ser o MVP de 2011.

6. Jeff Agoos

Jamie Squire/Getty Images

O defensor Agoos não era de brincadeira. Se era para jogar, ele ia ganhar e foi assim que conquistou cinco MLS Cups (1996, 1997, 1999, 2001 e 2003), duas Supporters 'Shield (1997 e 1999) e vários outros troféus no futebol da América do Norte. Além disso, ele também compôs três seleções do ano e ainda foi nomeado para o Hall da Fama do Futebol do seu país.  

5. Jaime Moreno

Larry French/Getty Images

Ídolo do D.C. United, o boliviano Moreno simplesmente foi o primeiro jogador a chegar aos 100 gols e às 100 assistências na MLS e isso, sem dúvidas, o garante no top-5 dos melhores da história do torneio. Para além do individual, o craque também conquistou (e muito) no coletivo: quatro MLS Cups (1996, 1997, 1999 e 2004), quatro Supporters 'Shield (1997, 1999, 2006 e 2007) e vários outros troféus.

4. David Beckham

MARK RALSTON/Getty Images

A entrada de Beckham na quarta colocação do ranking dos melhores da história da MLS é um tanto quanto polêmica, já que ele não teve tantas conquistas na América do Norte quanto outros personagens. Porém, pesando conquistas – duas MLS Cups (2011 e 2012) e duas Supporters 'Shield (2010 e 2011) –, o seu impacto para a competição como um todo e o fato de ele ter sido o precursor da Lei do “Jogador Designado”, que permite que uma franquia da liga inscreva até três jogadores acima do teto salarial estabelecido, não teve como ‘rebaixá-lo’. O cara é um mito!

3. Chris Wondolowski

Lyndsay Radnedge/ISI Photos/Getty Images

O matador Wondolowski é o maior artilheiro da história da MLS, com, até o momento, 159 bolas no fundo das redes – em 362 partidas. Aos 37 anos, ele ainda tem chances de aumentar a sua vantagem para os concorrentes. Esses números o deram três artilharias na liga, um MVP (2012), duas MLS Cups (2005 e 2006) e duas Supporters 'Shield (2005 e 2012), além de outras premiações.

2. Robbie Keane

Victor Decolongon/Getty Images

O irlandês Robbie Keane chegou ao Los Angeles Galaxy, depois de passar por Inter de Milão, Liverpool, Tottenham e outras equipes, em 2011, para mostrar que ainda era um finalizador cruel e um colecionador de taças. Em 125 partidas, ele marcou 83 gols e deu 34 assistências – o que o deu um MVP (2013/14), três MLS Cups (2010/11, 2011/12 e 2013/14) e uma Supporters 'Shield (2010/11).

1. Landon Donovan

Harry How/Getty Images

O astro Landon Donovan é o “cara” do futebol da América do Norte. Durante a sua bela e longínqua carreira, ele conquistou seis MLS Cups (2001, 2003, 2005, 2011, 2012 e 2014), duas Supporters 'Shield (2010 e 2011) e uma U.S. Open Cup (2005), além de um MVP – o que passou a ter o seu nome: Landon Donovan MVP –, uma Chuteira de Ouro (2008), três “Futebolista do Ano” (2003, 2004 e 2010) e várias outras conquistas individuais e coletivas.



Vale notar também que ele é o segundo maior artilheiro da história da liga, com 145 tentos, e o maior assistente, com 136 passes para gol. O atacante também participou sete vezes do “MLS Best XI”.

facebooktwitterreddit