Internacional

Ramírez quebra silêncio e fala em 'equívoco' na escolha pelo Inter

Fabio Utz
Treinador foi demitido após eliminação na Copa do Brasil
Treinador foi demitido após eliminação na Copa do Brasil / SILVIO AVILA/Getty Images
facebooktwitterreddit

A passagem de Miguel Ángel Ramírez pelo Internacional durou 101 dias. O espanhol foi demitido após a eliminação para o Vitória, na Copa do Brasil, e somente agora quebrou o silêncio. Ele entrevista à DirecTV, do Equador, se disse decepcionado com o que encontrou no Beira-Rio.

Segundo ele, escolher o Colorado foi um erro. "Seguramente, se tivesse mais informações do que tinha dentro do clube, teria feito uma escolha melhor do que a que decidi", afirmou, em clara referência aos bastidores vermelhos e a falta de respeito com o projeto apresentado a ele e que, claramente, não foi cumprido.

Ramírez dirigiu o Inter em 21 partidas, com dez vitórias, quatro empates e sete derrotas. A direção, à época da contratação, destacou que o escolheu por conta de uma desejada ruptura no modelo de jogo adotado nos últimos anos pelo Inter. E isso não deu certo e foi preciso dar o chamado passo atrás. "Não quero fazer as coisas de qualquer maneira. Estando dentro, me senti equivocado. Mas, se tinha ocorrido assim, era porque tinha que passar por esta experiência", completou o treinador, que deu lugar a Diego Aguirre. Atualmente, está no Charlotte FC, dos Estados Unidos.

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

facebooktwitterreddit