Flamengo

Rafinha fala em ‘birra’ e detona VPs do Flamengo: “Estão zangados por que saí"

Antonio Mota
Mar 22, 2021, 9:24 AM GMT-3
“Coisa que todo mundo está falando de financeira, não tem nada a ver”, disse Rafinha, em relação à desistência do Flamengo de contratá-lo.
“Coisa que todo mundo está falando de financeira, não tem nada a ver”, disse Rafinha, em relação à desistência do Flamengo de contratá-lo. | Buda Mendes/Getty Images
facebooktwitterreddit

A polêmica continua. Após o Flamengo alegar ‘questões financeiras’ e desistir oficialmente de sua contratação, o lateral-direito Rafinha utilizou suas redes sociais e prometeu dar sua versão sobre a desistência do Rubro-Negro nesta segunda-feira (22). Porém, ontem (21), o medalhão concedeu uma entrevista à TV Bandeiras e antecipou parte de suas declarações.  

Em bate-papo, o atleta de 35 anos voltou a falar que o seu retorno ao Mais Querido não foi impedido pelo financeiro. Além disso, o lateral ainda indicou que alguns ‘vice-presidentes’ do clube não gostaram de sua saída para o Olympiacos, da Grécia, no ano passada e que estes estão fazendo ‘birra’.

"Quando as pessoas gostam muito, fazem por marra, birra, sentimento porque estão tristes porque saí ano passado. Coisa que todo mundo está falando de financeira, não tem nada a ver. Algumas pessoas da Gávea, do financeiro, alguns vice-presidentes estão zangados por que saí. Saí porque quis, não estou chorando por nada”, frisou Rafinha.

Do fim da novela

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, foi quem barrou a contratação de Rafinha. Na última sexta-feira (19), antes da partida contra o Resende, o cartola comunicou a Marcos Braz, vice-presidente de Futebol, e ao diretor Bruno Spindel, que a negociação não aconteceria nos termos propostos pelo lateral.

Além disso, o mandatário também informou que o compromisso do Rubro-Negro seria com o elenco corrente de Rogério Ceni e demais funcionários do clube. Isto é, para manter as contas e os salários em dia, o Mais Querido não faria uma investida em Rafinha.  

A decisão de Landim, porém, desagradou a uma ala ligada ao futebol do Flamengo, que viu vice-presidentes tentando enfraquecer as possibilidades de o acordo com Rafinha ser fechado. Ciente do imbróglio político, o lateral resolveu se pronunciar e alegar que o acerto não foi barrado pelo financeiro.  

As informações acima são do Jornal Extra.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit