Futebol brasileiro

Rafael Ramos é julgado por denúncia de injúria racial contra Edenilson e Inter estuda recorrer

Matheus Nunes
O caso aconteceu no dia 14 de maio deste ano, pelo Brasileirão
O caso aconteceu no dia 14 de maio deste ano, pelo Brasileirão / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

Rafael Ramos, lateral-direito do Corinthians, foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em um processo no qual ele estava sendo acusado de pratica injúria racial contra o meio-campista Edenilson, do Internacional, no dia 14 de maio, pelo Brasileirão.

O atleta do Colorado declarou ter sido chamado de "macaco" durante o jogo e após o julgamento que aconteceu nesta terça-feira (13) os auditores do caso, de forma unânime, absolveram o jogador, alegando não ter sido comprovado nas cinco perícias analisadas que o atleta disse a palavra "macaco". Cabe recurso no Pleno do tribunal.

Rogério Pastl, advogado que representou o Colorado, disse ao ge que o clube vai esperar a decisão por escrito para decidir se vai ou não recorrer da decisão.

"O Corinthians reforça o seu compromisso na luta contra o racismo. Desde o início, o clube deu todo o suporte necessário a Rafael Ramos e, agora, deseja uma sequência plena nas carreiras desportivas de ambos os atletas."

Corinthians, em nota oficial

O advogado Daniel Bialski, representante de Rafael Ramos, revelou que sempre acreditou na inocência do camisa 21. "Isso porque, efetivamente, ele não proferiu qualquer ofensa racial. A absolvição decidida hoje, por unanimidade, somente evidencia a sua inocência".

facebooktwitterreddit