Futebol Internacional

Quem é Christophe Galtier, técnico que pode assumir o lugar de Pochettino no comando do PSG 

Wéverton Rodrigues
Christophe Galtier é o mais cotado a assumir o PSG, segundo o L'Équipe
Christophe Galtier é o mais cotado a assumir o PSG, segundo o L'Équipe / Catherine Steenkeste/GettyImages
facebooktwitterreddit

Mauricio Pochettino não deve permanecer no comando técnico do PSG. Muitos já foram os portais que deram como certa a saída do comandante argentino do clube francês. Sendo assim, o time de Neymar, Mbappé, Messi e cia deve iniciar as buscas por um novo nome para assumir a beira de campo. Hoje, o mais cotado a assumir a equipe é Christophe Galtier, atual treinador do Nice

Mauricio Pochettino
PSG confirmará saíde de Pochettino / John Berry/GettyImages

A informação é do L'Equipe, que deu como certo o início das conversas por parte da diretoria do Paris com o Nice. Dessa forma, o estágio da negociação em curso é a formalização de uma oferta, uma vez que o contrato entre as partes segue até 2024. Luís Campos, novo diretor de futebol do PSG, traçou o nome de Christophe como objetivo para a vaga que será deixada por Pochettino, que terá o contrato rescindido.

As intenções de tentar contar com Zinédine Zidane, sem clube desde 2021, quando deixou o Real Madrid, parecem mesmo ter esfriado. Isso porque, de acordo com a ESPN, o objetivo do treinador é assumir a Seleção da França, quando Didier Deschamps deixar o cargo.

Destaques na carreira como técnico

FBL-FRA-LIGUE1-LORIENT-LILLE
O Lille foi campeão francês em 2021 / FRED TANNEAU/GettyImages

A lembrança do PSG em relação à Galtier não é nada boa: foi o treinador francês que eliminou o time nas quartas de final da Copa da França. Apesar de não ter vencido o torneio - derrotado, na final, pelo Nantes -, o Nice terminou como 5ª melhor colocado do nacional na temporada 2021/22.

O auge da carreira Galtier é recente: ele foi campeão francês com o Lille em 2021. No time, o técnico de 55 anos tem uma passagem de 152 partidas, das quais ele somou 78 vitórias, 32 empates e 42 derrotas. No Saint-Étienne, sua passagem foi ainda maior: entre 2009 e 2010, 2016 e 2017, foram 323 partidas, com 134 vitórias, 96 empates e 93 derrotas.

facebooktwitterreddit