Quanto os principais clubes da Europa tiveram de prejuízo devido à pandemia? Confira

Jan 11, 2021, 11:07 AM GMT-3
The Top European Football Club Badges
The Top European Football Club Badges | Visionhaus/Getty Images
facebooktwitterreddit

A Consultoria KPMG divulgou, na manhã desta segunda-feira (11), um levantamento acerca da performance financeira dos seis campeões das principais ligas europeias na temporada passada (2019/20): Juventus (Itália), Paris Saint-Germain (França), Bayern de Munique (Alemanha), Liverpool (Inglaterra) e Real Madrid (Espanha).

Em seu estudo, conforme reprodução do ge, a consultoria mostrou os impactos da pandemia do novo coronavírus nas finanças destes times e apontou que todos os seis sofreram queda nas receitas operacionais.

Isco Alarcon
Consultoria KMPG faz levantamento sobre performance financeiras dos campeões europeus da temporada 2019/20. | TF-Images/Getty Images

Com base no levantamento, a Juventus, o PSG e o Porto sofreram uma redução acima de 10%, enquanto o Bayern de Munique, o Liverpool e o Real Madrid conseguiram atenuar o embalo da pandemia da Covid-19 com o aumento da renda comercial. O Bávaros e o Blancos, inclusive, registraram lucros líquidos na temporada passada.

Dos seis, o Porto foi o clube que mais sofreu queda percentual na receita anual (-50%) – a eliminação precoce na Champions League foi o principal fator. O Paris Saint-Germain, por sua vez, foi o que mais perdeu dinheiro no total: 95,4 milhões de euros. Enquanto o Bayern de Munique foi o menos perdeu dinheiro: o time sofreu uma diminuição de apenas 3% (18,3 milhões de euros).

, Manuel Neuer ,
O Bayern e o Real Madrid foram os que conseguiram se sair melhor na temporada passada. | TF-Images/Getty Images

De acordo com informações do ge, o levantamento da KPMG teve como principais resoluções:

- O Real Madrid foi o ‘clube dos seis’ com maior receita registrada na temporada passada: 681,2 milhões de euros;
- O Paris Saint-Germain foi o que teve o maior prejuízo líquido: 125,8 milhões de euros, o que se explica, também, pelo cancelamento da Ligue 1;
- O Real Madrid foi o time que mais perdeu dinheiro de “matchday” (Dia de Jogo, em inglês): 34,9 milhões de euros.
- O Bayern de Munique e o Real Madrid foram os únicos a registrar lucro líquido: 5,9 milhões de euros e 300 mil euros, respectivamente.
- E também que a renda com direitos de transmissão de todos caiu, uma vez que houve redução ou adiamento de jogos.

“A crise do coronavírus levantou a questão sobre a sustentabilidade financeira do ecossistema do futebol como um todo, e expôs a sua fragilidade. Até mesmo antes da pandemia, salários inflacionados, combinados com crescentes taxas de transferências e percentuais de agentes, colocavam uma pressão significativa sobre as finanças dos clubes. A crise ampliou as falhas do modelo de negócio”, declarou Andrea Sartori, chefe global da área de esportes da KPMG e autor do relatório.

Jurgen Klopp
O Liverpool também sofreu com a Covid-19. | Robin Jones/Getty Images

Além da avaliação geral, a KMPG também fez um levantamento sobre as folhas salariais dos clubes citados na temporada passada. Conforme a consultoria, o Bayern de Munique reduziu os custos da pasta em 6%, enquanto a Juventus ‘cortou’ em 13%. O Real Madrid e Paris Saint-Germain aumentaram esse ‘gasto’ em 4% e 10%, respectivamente.

Sobre o levantamento: a Consultoria KPMG estuda o desempenho econômico dos clubes campeões das principais ligas europeias – Premier League (Inglaterra); La Liga (Espanha); Bundesliga (Alemanha); Série A (Itália); Ligue 1 (França); e Liga NOS (Portugal) – há cinco anos. A temporada financeira analisada pela empresa acabou no período entre maio e junho do ano passado.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit