Copa do Brasil

Quando foi a última vitória do Santos por quatro gols de diferença?

Antonio Mota
Marcos Leonardo já foi algoz do Corinthians em 2022 e estava em campo na última goleada do Peixe
Marcos Leonardo já foi algoz do Corinthians em 2022 e estava em campo na última goleada do Peixe / Ricardo Moreira/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Santos vai precisar de resultado que não consegue há quase um ano para seguir vivo na Copa do Brasil. Após levar 4 a 0 em Itaquera, o Peixe vai ter que devolver o placar (ou vencer por quatro gols de diferença: 5 a 1 ou 6 a 2, por exemplo) ao Corinthians na Vila Belmiro nesta quarta-feira (13), para levar a decisão para a marca da cal.

Santos e Corinthians
Santos e Corinthians disputam vaga nas quartas de final da Copa do Brasil / Ricardo Moreira/GettyImages


A última vez que o Santos venceu por quatro gols de diferença foi em 28 de julho de 2021, quando goleou o modesto Juazeirense (Bahia) por 4 a 0, na Vila, também pelas oitavas de final do torneio mais democrático do país. Na oportunidade, o então time comandado por Fernando Diniz, hoje no Fluminense, não decolou logo de primeira no confronto, mas se encontrou ao longo da partida e construiu o resultado com Madson, Lucas Braga, Marcos Leonardo e Carlos Sánchez.

Naquela ocasião, o Santos entrou em campo com João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Jean Mota, Carlos Sánchez e Gabriel Pirani (Bruno Marques, no intervalo); Marcos Guilherme, Lucas Braga e Marinho. Dessa lista, nomes como Jean Mota, Pirani e Marinho já foram embora.

Desde o 4 a 0 no Cancão de Fogo, o Santos conseguiu algumas boas vitórias, mas não emplacou nenhum triunfo com tantos tentos de diferença. Nestes 11 meses e 15 dias, o Alvinegro Praiano alcançou, no máximo, vitórias por três gols de vantagem: contra Salgueiro (3 a 0), América-MG (3 a 0), Cuiabá (4 a 1) e Coritiba (3 a 0).

O Santos também mudou muito neste quase um ano. Fernando Diniz saiu e hoje o clube está sem treinador, já que se desligou recentemente de Fabián Bustos. A tarefa do Peixe não é nada fácil.

facebooktwitterreddit