Copa do Mundo 2022

Qual é a melhor campanha de México e Polônia na história das Copas do Mundo?

Lucas Humberto
Será que Guillermo Ochoa enfim consegue quebrar a maldição das oitavas de final?
Será que Guillermo Ochoa enfim consegue quebrar a maldição das oitavas de final? / Jam Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

A surpreendente derrota da Argentina para a Arábia Saudita na manhã desta terça-feira, 22 de novembro, promete embolar o Grupo C da Copa do Mundo do Catar. Logo mais, a partir das 13h de Brasília, México e Polônia protagonizam outro confronto direto por uma das vagas no mata-mata. Curiosamente, os dois times buscam encerrar "maldições".

Indo para sua oitava participação consecutiva em Mundiais, a seleção mexicana vem conseguindo manter a tradição de avançar à próxima fase. Mas, imediatamente nas oitavas de final, o time é eliminado. Foi assim nas últimas sete Copas, contra seis adversários diferentes - Bulgária, Alemanha, Estados Unidos, Argentina (duas vezes seguidas), Holanda e Brasil.

Guillermo Ochoa, goleiro do México
Velho conhecido dos brasileiros, Ochoa está confirmado em mais um Mundial / Ronald Martinez/GettyImages

A equipe norte-americana só conseguiu ir além das oitavas em duas ocasiões: em 1970 e 1986, quando caiu nas quartas de final. Coincidentemente - ou não -, o México sediava a Copa em suas duas melhores campanhas. Em 2026, o país irá dividir a responsabilidade de receber o principal evento esportivo do planeta com Estados Unidos e Canadá.

A Polônia, embora tenha menos participações e, portanto, menos tradição que o México, conseguiu alcançar uma semifinal de Copa do Mundo duas vezes: em 1974 e 1982. Em ambas as oportunidades, o time conquistou o terceiro lugar. Mas, em retrospecto recente, o cenário não é tão animador assim. Em 2002, 2006 e 2018, os europeus caíram ainda na fase de grupos.

Robert Lewandowski, atacante do Barcelona e da Polônia
Estrela da Polônia, Lewandowski quer experimentar a glória do mata-mata do Catar / SOPA Images/GettyImages

Aliás, a seleção polonesa não sabe o que é um mata-mata de Mundial há 36 anos, quando chegou às oitavas de final em 1986. Será que o incansável Ochoa enfim consegue "exorcizar" a maldição? Ou é a vez de Lewandowski experimentar um duelo eliminatório de Copa? Independente do resultado, sabemos que o revés dos hermanos abre margem para até mais de uma surpresa na chave.

facebooktwitterreddit