Brasileirao Série A

Qual a última vez em que o Atlético-MG sofreu cinco gols em um jogo pelo Brasileirão?

Lucas Humberto
Hulk até tentou manter o Galo vivo, mas a noite era de Cano e seus companheiros
Hulk até tentou manter o Galo vivo, mas a noite era de Cano e seus companheiros / Wagner Meier/GettyImages
facebooktwitterreddit

Fluminense 5 x 3 Atlético-MG. Um dos duelos mais impressionantes desta edição do Campeonato Brasileiro aconteceu na última quarta-feira (8). No Maracanã, o Tricolor das Laranjeiras emplacou três gols logo no primeiro tempo. A partida, válida pela 10ª rodada da Série A, trouxe à tona memórias amargas dos torcedores do Galo.

Germán Cano Fluminense Atlético-MG Brasileirão
Cano, em mais uma noite histórica, não deu chances aos mineiros / Wagner Meier/GettyImages

Os membros mais experientes da Massa Atleticana lembraram quase imediatamente do fatídico 4 de dezembro de 2011 na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). Na ocasião, o time de Cuca sofreu uma goleada histórica diante do Cruzeiro, seu maior rival, por 6 a 1, no enceramento daquela edição do Brasileirão, impediu o rebaixamento da equipe comandada por Vagner Mancini e marcou uma mudança de chave do alvinegro.

Roger, Leandro Guerreiro, Anselmo Ramon, Fabrício, Wellington Paulista e Everton anotaram pelo Cruzeiro e Réver descontou. A goleada é relembrada até os dias de hoje. Para o Galo, um dos maiores vexames da história. Para a Raposa, provocação. Desde 2011, o alvinegro nunca mais havia sofrido cinco tentos em um confronto. Até ontem.

Jhon Arias, Cano (duas vezes), Samuel Xavier e Luiz Henrique construíram o histórico resultado. Hulk, Jair e Sasha diminuíram a diferença. Embora exista muita diferença entre os placares, os mineiros novamente demonstraram a velha fragilidade defensiva que segue entre as preocupações da torcida. Aliás, a pressão sob El Turco aumentou consideravelmente.

Se irá marcar uma virada de chave do Atlético-MG ou não, ainda é cedo para dizer. Saberemos mais precisamente neste sábado (11), quando o clube terá outro complicado compromisso pelo Brasileirão: enfrentar o Santos. Outro tropeço pode tirar o time do G-4. Antonio Mohamed na corda bamba?

Para piorar, no mesmo dia em que sofria no Maracanã, o arquirrival Cruzeiro conquistou a nona vitória consecutiva na temporada e bateu recordes para consolidar a melhor campanha da história da Série B na era dos pontos corridos.

facebooktwitterreddit