Futebol brasileiro

Quais aspectos precisam ser ajustados no Corinthians de Vítor Pereira antes da semifinal do Paulistão

Lucas Humberto
Da queda de rendimento ao papel de Paulinho, Vítor Pereira terá muito trabalho antes da semifinal do Paulistão
Da queda de rendimento ao papel de Paulinho, Vítor Pereira terá muito trabalho antes da semifinal do Paulistão / Vinicius Nunes/Agência F8/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

A classificação do Corinthians veio com um roteiro inesperado. Poderia o Timão de tanta superioridade técnica sofrer contra um clube que pouco fez ao longo do Campeonato Paulista? A resposta é sim. Em plena Neo Química Arena, Vítor Pereira e seus comandados só conseguiram superar o Guarani nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar.

Diante do placar, o Alvinegro disputa a próxima etapa nos domínios do São Paulo. Com apenas dois dias de descanso, diga-se de passagem. Às vezes o preço pago por sofrer além da conta é alto demais. Abaixo, nós listamos quais aspectos precisam ser ajustados no Corinthians de Vítor Pereira antes da semifinal do Paulistão.

1. Queda de rendimento

Willian Corinthians São Paulo Campeonato Paulista Guarani
Declínio abrupto de rendimento tem sido sintomático / Alexandre Schneider/GettyImages

Há uma distância grande demais entre as 11 finalizações no primeiro tempo e as solitárias duas no segundo contra o Guarani. Diante de um São Paulo regido por jovens no meio-campo, é impossível abrir mão da constância física e técnica. Se as pernas dos mais experientes pesarem, que os reservas tenham psicológico para aguentar o rojão.

2. Sofrimento na bola aérea

João Victor garantiu o empate do Bugre após cobrança de escanteio. Curiosamente ou não, Danilo, sete dias atrás, assegurou a vitória do Palmeiras após Rony cabecear livre em direção ao gol de Cássio também depois de uma cobrança de escanteio. Se lances assim continuarem a ser um problema, será difícil ao Timão ir longe da temporada.

3. Capacidade de lidar com as adversidades

Roger Guedes Corinthians São Paulo Guarani Campeonato Paulista
Alvinegro demonstra psicológico fraco neste início de temporada / Wagner Meier/GettyImages

Para além das questões físicas e táticas, chama atenção o desequilíbrio psicológico do Corinthians. Até aqui, a equipe simplesmente não conseguiu lidar com as adversidades impostas por nenhum dos adversários. Nem mesmo um simples gol do Guarani ainda no início da segunda parcial. Imagina chegar assim contra o Boca, na Libertadores...

4. Reavaliar papel de Paulinho

Paulinho Volante Corinthians Campeonato Paulista Paulistão Temporada
Paulinho demonstra desempenho muito abaixo do esperado / Vinicius Nunes/Agência F8/Gazeta Press

Ninguém discute a capacidade de Paulinho de desequilibrar partidas inteiras, sobretudo com seu faro de gol. Mas não dá para sacrificar a qualidade do meio-campo em busca de uma bola que possa ou não chegar propícia nos metros finais. Na função de volante, o camisa 15 tem atrapalhado mais que ajudado.

5. Sistema Renato Augusto

Renato Augusto Corinthians São Paulo Campeonato Paulista Vítor Pereira
Ações ofensivas do clube não podem ser todas concentradas no camisa 8 / Alexandre Schneider/GettyImages

Principal nome do Timão ao lado de Willian, Renato Augusto costuma chamar para si a responsabilidade de qualquer partida. Isso, contudo, não pode servir para eximir outros jogadores do seu próprio desempenho. Ceni certamente irá armar uma estratégia para anular o camisa 8. Como atuar sem o maestro? Talvez nem o próprio clube saiba. E esse é o perigo.


Pela semifinal do Campeonato Paulista, São Paulo e Corinthians se enfrentam neste domingo (27), às 16h de Brasília, no Morumbi.

facebooktwitterreddit