Copa do Brasil

Presidente do STJD confirma direito do Flamengo em jogar com torcida, e Grêmio reage de forma imediata

Fabio Utz
Clube carioca terá apoio de fãs frente ao Grêmio
Clube carioca terá apoio de fãs frente ao Grêmio / Alexandre Loureiro/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva, por meio do presidente Otávio Noronha, bateu o martelo: o Flamengo, por enquanto, pode mandar seus jogos com público. Com isso, o duelo contra o Grêmio, quarta-feira, pela rodada de volta das quartas de final da Copa do Brasil, terá presença de torcedores - e o do final de semana, pelo Brasileirão, também.

O clube carioca tem uma liminar, concedida pelo próprios STJD, que lhe dá este direito. No entanto, os demais clubes da Série A entraram com uma ação na sexta-feira na tentativa de suspender esta decisão ou antecipar o julgamento do mérito da mesma pelo órgão, o que deve acontecer dia 23. Conforme Noronha, nenhuma das possibilidades irá acontecer. "Existe uma liminar em vigor, e decisão é para ser cumprida. Não cabe descumprimento", afirmou.

O Tricolor gaúcho, que chegou a ameaçar não entrar em campo (o que não irá se confirmar), não gostou da posição do presidente do órgão. "Com o julgamento antecipado pelo presidente, melhor seria anular as instâncias coletivas dos clubes dentro dos conselhos técnicos, pois nada mais valem. Tudo muito estranho", disse Romildo Bolzan Júnior, mandatário azul. A equipe gaúcha pode ingressar também de forma individual no STJD, depois da partida, alegando descumprimento de regulamento por parte do Fla.

Para mais notícias do Flamengo, clique aqui.

facebooktwitterreddit