Presidente do Santos teme punições mais pesadas por dívida

Pietra Pauletti
Foto/Reprodução: Ivan Storti/Santos
facebooktwitterreddit

Uma dívida discutida nos últimos meses junto ao Hamburgo, da Alemanha, tem sido grande dor de cabeça no Santos, impedindo o clube de efetivar registros de novos jogadores. O time alemão cobra do Peixe 4,1 milhões de euros (R$ 23 milhões na atual cotação), por não efetuar o pagamento do zagueiro Cléber Reis, contratado em 2017.

O atual presidente, José Carlos Peres, tenta negociar o pagamento, porém tem o receio de levar possíveis punições que podem prejudicar ainda mais o Peixe. Como destaca o Lance, o cartola acredita que a situação do Santos não se encaixa como a do Cruzeiro, em que foi punido pela FIFA, tendo uma perda de seis pontos no Campeonato Brasileiro da Série B pelo não pagamento de uma taxa de 850 mil euros ao Al Wahda, dos Emirados Árabes, em um empréstimo do meia Denilson, em 2016.

Em entrevista à rádio Transamérica, nesta última quinta-feira, José Carlos Peres comentou que a dívida de Cléber Reis foi feita em 2017, sob a nova legislação. O mandatário afirmou que em 2016 era uma antiga lei, e por esse motivo, o Cruzeiro acabou perdendo esses pontos. O presidente também complementou dizendo que a punição é não poder comprar novos jogadores e que talvez podem vir outras punições mais pesadas, mas a questão agora é buscar um acordo para equacionar os valores. Pagando o montante, a questão se resolve de imediato.

O presidente também comentou do acordo para a quitação da dívida que está avançando, porém a mudança da diretoria do Hamburgo acabou dificultando o andamento. 

Hamburger SV v Ajax Amsterdam - Friendly Match
Hamburger SV v Ajax Amsterdam - Friendly Match / TF-Images/Getty Images

"A gente estava bem adiantado, mas presidente e Departamento Jurídico mudaram por lá. As promessas foram feitas e não foram cumpridas na gestão passada. A gente está próximo de um acordo", explicou Peres.

Cléber Reis tem contrato com o Peixe até janeiro de 2022, porém desde o segundo semestre de 2017 ele não vem sendo aproveitado, e acumula empréstimos. O defensor atualmente está na Ponte Preta até o final dessa temporada. O jogador também já foi emprestado ao Coritiba, Paraná e Oeste nesses últimos três anos.

facebooktwitterreddit