Internacional

Presidente do Internacional revela surpresa com protesto do elenco: 'Assunto estava sendo resolvido'

Matheus Nunes
Atletas do Colorado não treinaram na manha desta quarta-feira (1)
Atletas do Colorado não treinaram na manha desta quarta-feira (1) / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

Os jogadores do Internacional decidiram não treinar na manhã desta quarta-feira (1°) em forma de protesto pela falta de pagamento de direitos de imagem atrasados.

Nesta tarde, o presidente do Colorado, Alessandro Barcellos, resolveu falar sobre o ocorrido e se mostrou surpreso com a atitude dos atletas, apesar do clube ter concordado com o adiamento dos trabalhos. Após reunião, os jogadores retornaram ao CT.

"Aqui no Inter a vida é difícil e não tem dinheiro sobrando. Ficou bom mostrar a todos a posição que o clube se encontra e comprometimento para sairmos dela (...) Os jogadores têm direito ao contrato de imagem. Não farei juízo quanto ao direito ou legitimidade da manifestação. O que me surpreendeu foi que esse assunto estava sendo resolvido. Neste sentido expliquei aos jogadores que isso poderia não ocorrer se tivéssemos falado antes. É olhar para frente, virar a página. Felizmente, resolvemos. Não foi a primeira e nem será a última vez que isso ocorre. Os clubes brasileiros enfrentam esta dificuldade", disse o dirigente em coletiva de imprensa.

Barcellos também revelou que foram pagas duas das três parcelas atrasadas. O mandatário explicou que a mudança de horário foi em comum acordo entre os profissionais e a direção. "Entendemos que seria melhor em razão da situação aberta. O pedido foi nosso também, para que viessem mais cedo e deixássemos muito clara a situação. Como sempre foi", concluiu.

O Internacional ainda não engrenou no Brasileirão. A equipe comandada por Mano Menezes ocupa a 12ª colocação da tabela, com 11 pontos e apenas duas vitórias.

facebooktwitterreddit