Presidente do Fortaleza detona arbitragem e vê padrão em erros contra o clube: 'Repetitivo'

Nathália Almeida
Marcelo Paz cobrou posição da CBF
Marcelo Paz cobrou posição da CBF / CAIO ROCHA/FramePhoto/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Após ter um jogador expulso em decisão questionável da arbitragem durante a partida contra o Fluminense na rodada passada, o Fortaleza voltou a sair de campo 'bufando' contra a arbitragem na noite deste sábado (7), quando foi batido por 2 a 1 pelo Athletico Paranaense em Curitiba. Dois foram os lances capitais que geraram revolta no Tricolor de Aço: um gol anulado de forma polêmica ainda no primeiro tempo e um possível toque na mão na origem do lance do tento da virada rubro-negra, já nos acréscimos da partida.

Tamanha insatisfação do Fortaleza com a arbitragem de Ramon Abatti Abel (SC) fez com que o técnico Rogério Ceni sequer concedesse a tradicional entrevista coletiva pós-jogo. Como destaca o Globoesporte, quem acabou se pronunciando após a partida foi o presidente do clube cearense, Marcelo Paz, que voltou a bater forte nos profissionais do apito e denunciou os erros sucessivos cometidos contra o Tricolor.

2020 Brasileirao Series A: Flamengo v Fortaleza Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus
2020 Brasileirao Series A: Flamengo v Fortaleza Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus / Buda Mendes/Getty Images

"De forma repetitiva a gente vem reclamar da arbitragem. O lance do nosso segundo gol, impedimento milimétrico, tem que ter acesso ao VAR para ver onde eles acharam impedimento, pela câmera da televisão parece que não está, mas tem que ver o ângulo deles. Mas o segundo gol do Athletico é um verdadeiro absurdo, um verdadeiro absurdo, porque o Renato Kayzer faz uma falta clara no Paulão, mesmo se não quisesse dar a falta, a bola bate na mão do Renato Kayzer. A gente sabe que lance de ataque, quando bate na mão tem que parar. Como o VAR não vê isso? Onde isso vai parar? Todo jogo é um prejuízo, erro contra o Fortaleza, erros claros e ninguém da comissão de arbitragem se pronuncia", reclamou.

Com o revés na capital paranaense, o Fortaleza perdeu a chance de colar no grupo dos classificados à próxima Libertadores, estacionando na 11ª colocação com 24 pontos totais. Seu próximo compromisso será na quarta-feira (11), quando visita Salvador para encarar o Bahia.

facebooktwitterreddit