Cruzeiro

Presidente do Cruzeiro é alvo de pedido de impeachment; Rodrigues fala em "comédia" e tentativa de tumulto

Fabio Utz
Dirigente não vê argumentos sólidos para ação prosperar
Dirigente não vê argumentos sólidos para ação prosperar / Rodney Costa/AltaPhoto/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Os problemas internos, que envolvem crise política e institucional, só aumentam no Cruzeiro. Dessa vez, o presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues, se vê em meio a um pedido de impeachment.

Como detalha o GE, um grupo de 110 pessoas, entre conselheiro e sócios, protocolou o documento junto ao Conselho Deliberativo No entanto, o mesmo não deve ter maiores consequências. São citados "atos irracionais" do cartola que ocasionaram afastamento de apoiadores, patrocinadores, atletas, funcionários e torcedores. Como exemplo, a má condução da saída do técnico Felipe Conceição. O clube disse que a mesma se deu em comum acordo, mas o profissional alegou ter isso demitido, o que impossibilita a procura por um novo profissional em caso de Mozart, atual comandante, ser mandado embora.

"Uma manifestação que me disseram ser de 200 pessoas, e eu acho que não deu isso... mesmo que sejam 200, o Cruzeiro tem nove milhões de torcedores. Só frequentadores de clube, se a gente for citar, são 12 mil. Vai ser sempre isso. AÍ espalham faixas, tiram fotos e dizem que é a torcida, mas, sinceramente, não representa."

Sérgio Santos Rodrigues

Punições por dívidas na Fifa também vêm à tona, como a que ocorreu em 2020 envolvendo o atacante Willian e, também, uma mais recente, dessa vez tendo De Arrascaeta como protagonista. Tais fatos geram prejuízos, por exemplo, na hora de contratar reforços. À Rádio 98 FM, Rodrigues comentou o pedido. "Eu acho que, sinceramente, é uma peça de comédia, não jurídica. Para não dizer outra palavra, além da má intenção e de querer tumultuar, foi feito de uma forma nada inteligente. Os tópicos que estão ali colocados... Sinceramente, se não fosse o motivo, e eu acho que não temos motivos para rir, (o pedido) era de rir", destacou. Aguarda-se, agora, um posicionamento de Nagib Simões, que está à frente do Legislativo da Raposa.

Para mais notícias do Cruzeiro, clique aqui.

facebooktwitterreddit