Futebol brasileiro

Presidente do Corinthians prega 'cabeça fria' na espera por Vítor Pereira, mas ressalta: 'Tudo tem limite'

Lucas Humberto
Indefinição acerca do futuro de Vítor Pereira está causando insatisfação no elenco
Indefinição acerca do futuro de Vítor Pereira está causando insatisfação no elenco / Ricardo Moreira/GettyImages
facebooktwitterreddit

Parecia uma simples decisão de renovação de contrato, mas se transformou em novela. As indefinições cerceando o futuro de Vítor Pereira estão causando tensões nos bastidores do Parque São Jorge. Nesta sexta-feira, 4, uma reportagem do GE noticiou a insatisfação de alguns membros do elenco alvinegro, que acreditam que o planejamento para 2023 deveria ter sido iniciado.

Em resposta ao desagrado, o presidente Duilio Monteiro Alves disse que vai respeitar o prazo do encerramento do Campeonato Brasileiro para cobrar a resposta do luso: "Desafio qualquer pessoa a me mostrar um elenco 100% satisfeito com seu treinador no mundo do futebol. Não existe unanimidade, só jogam 11. Quem não está jogando sempre estará insatisfeito", pontuou.

"Independentemente de quem seja, muda toda hora. Jogou, está bem. Ficou fora, reclama", completou. "Preciso ter calma e cabeça fria. Fizemos um grande ano, como há muito tempo não tínhamos. Estou tentando a continuidade. Não será a pressão de um ou outro atleta insatisfeito ou a pressão da imprensa que vai acelerar minha decisão", seguiu.

"Quando acabar o campeonato, darei poucos dias para ele responder. Falta uma semana para o fim do campeonato. Não tem necessidade dessa pressão externa."

Duilio Monteiro Alves

Embora tenha reafirmado a preferência pela sequência do português, o dirigente ressaltou: "Mas claro que tudo tem limite, não irá levar o tempo que quiser. Só que o tempo de espera quem determina é o Corinthians. Enquanto eu achar que os benefícios em esperar são maiores do que a troca de treinador e um novo processo de adaptação, assim será".

Du Queiroz e Matheus Vital, atletas do Corinthians
Corinthians está classificado para a Copa Libertadores / Wagner Meier/GettyImages

"Ainda vale mais a pena esperar do que decidir ficar sem treinador. O tempo está a nosso favor", encerrou. Depois da disputa da Série A, Vítor Pereira receberá os filhos e a esposa em São Paulo. A opinião dos familiares pesa para a decisão final do comandante. Em paralelo, o Corinthians volta a campo para enfrentar o Ceará neste sábado, 5, pela 36ª rodada do Brasileirão.

facebooktwitterreddit