Brasileirao Série A

Presidente do Bahia protesta após derrota com pênalti polêmico no Maracanã: "Assalto"

Fabio Utz
Técnico Guto Ferreira também foi forte em suas declarações
Técnico Guto Ferreira também foi forte em suas declarações / Wagner Meier/GettyImages
facebooktwitterreddit

É praticamente unanimidade que o pênalti marcado contra o Bahia, diante do Flamengo, no Maracanã, não aconteceu. Pois após a partida, que acabou com derrota por 3 a 0, representantes do clube nordestino protestaram.

O presidente Guilherme Bellintani não poupou palavras para falar sobre o posicionamento de Vinicius Gonçalves Dias Araújo e lembrou o que, para ele, é uma sequência de equívocos. "O futebol brasileiro virou um escândalo, um assalto, um absurdo. Fechem as portas. Terceiro jogo seguido com erro afrontoso contra o Bahia. Vergonhoso, indisfarçável. Querem rebaixar o Bahia? Eu imagino porque. Mas não vão conseguir", escreveu.

O técnico Guto Ferreira também foi forte no seu discurso. "Com essa pressão que o Flamengo faz na arbitragem, só podia dar nisso. Terceiro jogo que o VAR chama, e o árbitro define contra a gente. [...] Não foi nada! Isso aí está ridículo! Terceiro jogo!", afirmou. Com o resultado, o Bahia estacionou nos 36 pontos e está em 16º lugar, ou seja, à beira da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Para mais notícias do Bahia, clique aqui.

facebooktwitterreddit