Seleção Brasileira

Presidente da CBF dá "sinal verde" para técnico estrangeiro e elogia Guardiola

Matheus Nunes
Pep Guardiola foi campeão na Alemanha, Espanha e Inglaterra
Pep Guardiola foi campeão na Alemanha, Espanha e Inglaterra / Soccrates Images/GettyImages
facebooktwitterreddit

Tite anunciou que deixará o comando técnico da Seleção Brasileira após a Copa do Mundo e desde então surgem nomes de prováveis substitutos. O desejo de alguns torcedores é ter um comandante que faça jus ao estilo "futebol arte" e um dos especulados é Pep Guardiola. Questionado sobre o assunto, o atual técnico do Manchester City desconversou, alegando que existem muitos técnicos brasileiros com potencial e que não pensa nisso no momento.

"Nós não temos o compromisso de que tem que ser um brasileiro. Assim como não temos a obrigação de que precisa ser um estrangeiro. Só vou tratar desse assunto depois que a Copa acabar. A gente reconhece no Guardiola um vencedor, alguém competente como jogador e como técnico e que dispensa apresentações, mas não houve, por parte da CBF, nem do presidente, nenhuma autorização para convidá-lo para assumir a seleção brasileira."

Ednaldo Rodrigues, presidente CBF, ao ge

Outros estrangeiros que ganharam força foram Jorge Jesus e Abel Ferreira, portugueses campeões da Libertadores por Flamengo e Palmeiras, respectivamente, além de Cuca, que conduziu o Atlético-MG a conquistar três dos quatro títulos que disputou em 2021. Até o momento, no entanto, nenhum nome foi confirmado pela CBF.

facebooktwitterreddit