Futebol brasileiro

Prefeitura de BH volta atrás e proíbe público nos estádios; Galo e Cruzeiro criticam decisão

Nathália Almeida
Mineirão recebeu público em partidas da Libertadores e Série B
Mineirão recebeu público em partidas da Libertadores e Série B / YURI EDMUNDO/Getty Images
facebooktwitterreddit

Ainda não foi publicada no Diário Oficial mas, na manhã da próxima segunda-feira (23), uma importante decisão deve ser anunciada pela Prefeitura de Belo Horizonte: por avaliar que os protocolos sanitários e de segurança foram descumpridos durante os eventos-teste realizados na semana passada - em jogos da Conmebol Libertadores e da Série B do Brasileirão -, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 desaconselhou a manutenção da presença de público nos estádios de futebol da capital mineira, movimento que deve culminar em novo veto ao movimento de retorno dos torcedores às arquibancadas.

A nova proibição incomodou o presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho, que fez questão de gravar um vídeo externando sua frustração ao falar sobre o tema: "Sem fazer juízo de valor, eu gostaria de entender a decisão, porque aqui na Feira Hippie, antes das 11 horas, tinham mais de 30 mil pessoas. Agora, às 13h35, olha como está perto dos botecos. Se não pode ter público no estádio, onde os torcedores vão testados... Aqui tem mais de 30 mil pessoas, todo mundo sem máscara, a maioria sem máscara. Depois que eu ouvir a explicação, o Atlético se posiciona", afirmou.

O Cruzeiro também se posicionou sobre o tema, publicando um comunicado oficial em seu site e redes sociais, no qual garante que seguirá buscando alternativas para continuar atuando com a presença de seu torcedor nas arquibancadas.

Confira, na íntegra, o comunicado oficial do Cruzeiro:

"O Cruzeiro informa que recebeu, com respeito, a informação de que a prefeitura de Belo Horizonte revogou neste domingo o decreto que permitia jogos na cidade com presença de público nos estádios.

Desde o início da pandemia, o Clube sempre se posicionou de forma enfática e totalmente favorável às decisões dos órgãos especializados, tratando sempre como prioridades a saúde e a segurança do seu torcedor e da população em geral.

No entanto, mesmo entendendo e respeitando a preocupação das autoridades locais neste momento, o Cruzeiro reforça sua crença na segurança dos protocolos adotados e a serem seguidos nesta volta gradativa dos torcedores aos estádios e se reservará ao direito de estudar a viabilidade da realização dos próximos jogos em outras praças, onde a presença de público esteja liberada.

O Clube não medirá esforços para que os protocolos sejam aplicados, oferecendo segurança e bem-estar ao seu torcedor no acesso aos jogos, e informa que novos locais já estão sendo avaliados para que a partida diante da Ponte Preta, dia 7 de setembro, seja realizada com a presença do torcedor cruzeirense"

facebooktwitterreddit