Série A italiana

Por que a partida da Inter de Milão foi adiada e como a Serie A pode ser afetada

Lucas Humberto
Duelo entre Bologna e Inter de Milão precisou ser adiado
Duelo entre Bologna e Inter de Milão precisou ser adiado / Giuseppe Bellini/GettyImages
facebooktwitterreddit

Os dias do futebol europeu estão sendo marcados por grandes incertezas causadas pelos surtos de Covid-19 no continente. Nesta quinta-feira (06), quem sofreu as consequências foi a Inter de Milão. Teoricamente, a equipe de Simone Inzaghi deveria enfrentar o Bologna, em duelo que marcaria o retorno dos compromissos da Serie A Tim 2021/22.

Contudo, a partida precisou ser adiada em decorrência de um surto da doença no elenco do clube mandante. Nada surpreendente, certo? Afinal, muitas remarcações aconteceram nos últimos dias. Acontece que, ao contrário das outras ocorrências, dessa vez o time nerazzurri não apenas entrou em campo como permaneceu lá durante 45 minutos.

Bologna Internazionale Serie A Covid ASL
Inter de Milão realizou atividade em campo / Mario Carlini / Iguana Press/GettyImages

O Bologna, por sua vez, sequer entrou nos gramados do estádio Renato Dall'Ara. A equipe foi impedida de jogar pela Unidade Local de Saúde (ASL, na sigla em italiano). Na teoria, as novas regras do calcio afirmam que os embates podem acontecer desde que os envolvidos tenham ao menos 13 jogadores disponíveis, incluindo um goleiro.

No entanto, como cada cidade tem sua própria ASL, podem haver divergências na interpretação dos dados. E foi exatamente isso que aconteceu. Giuseppe Marotta, CEO da Inter de Milão, teceu críticas ao desencontro de informações: "Houve muita confusão, nós estamos presenciando situações anômalas", apontou.

"Temos adiamentos e posições tomadas pelas autoridades de saúde, que decidem independentemente, dependendo da região são feitas escolhas diferentes. Não há um guia", completou o cartola durante coletiva. Detalhando a divergência de informações, ele ainda citou o caso do embate entre Spezia e Verona.

"Há jogos adiados e outros que vão ser disputados. Isso porque cada ASL decide de forma independente. Aqui há casos como o do Bologna x Inter, que não será disputado, enquanto Spezia x Hellas será disputado apesar dos 11 positivos na equipe veneziana."

Giuseppe Marotta, em coletiva

Beppe ainda aproveitou para defender a obrigatoriedade da vacinação: "Certamente espero que seja introduzido um requisito de vacinação completa para todos os jogadores. Se todos os jogadores recebessem a terceira dose, a propagação do vírus e os danos à saúde seriam severamente limitados".

Se nada mudar, a Internazionale volta a campo neste domingo (09). Lautaro Martínez e seus companheiros recebem a Lazio, num dos embates mais aguardados do fim de semana. O Bologna, por sua vez, solicitou a suspensão do seu próximo compromisso, contra o Cagliari. A pandemia está longe de ser contida no Velho Continente.

facebooktwitterreddit