Red Bull Bragantino

Pensamento a longo prazo, investimentos em jovens e ideais de jogo: o ambicioso projeto do Red Bull Bragantino

Vitor Beloti
Red Bull Bragantino avançou às quartas de final da Copa Sul-Americana
Red Bull Bragantino avançou às quartas de final da Copa Sul-Americana / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Red Bull Bragantino é um clube que, atualmente, ganhou uma grande mídia pela sua ótima campanha no Campeonato Brasileiro 2021, além de chegar muito bem nas principais fases da Sul-Americana, sendo a primeira competição internacional que a equipe disputa após a oficialização da parceria entre a Red Bull e o Bragantino.

A Red Bull sempre soube que para construir um grande projeto, ainda mais em um clube de futebol, é preciso ter um pensamento a longo prazo, investimentos pontuais e que seja implantado uma filosofia de jogo dentro do clube, algo que conseguimos enxergar em muitas equipes do futebol mundial, mas que dificilmente enxergamos no futebol brasileiro. O imediatismo tomou conta de praticamente todas as equipes do Brasil, prejudicando muitos no aspecto futebolístico e, principalmente, no financeiro.

Brazilian Formula One Grand Prix: Qualifying
Red Bull faz frente em muitos esportes mundo afora / Ker Robertson/Getty Images

Em relação a parte do campo, alguns clubes acabam criando grande expectativa após a contratação de jogadores caros e que já possuem um nome no cenário nacional, mas não conseguem recuperar esse investimento através de títulos e ótimos desempenhos. E isso, consequentemente, nos traz ao segundo aspecto: problemas financeiros. As equipes possuem o pensamento de conquistar grandes títulos, possuir, em seu elenco, grandes jogadores e esquecem que é preciso ter uma base muito forte financeiramente para tal feito, e que não é do dia pra noite que conseguirá colher os frutos desejados - a situação atual do Cruzeiro é algo a ser notado em relação ao segundo aspecto.

Início da parceria entre Red Bull e Bragantino e o pensamento a longo prazo

FBL-SUDAMERICANA-TALLERES-BRAGANTINO
Red Bull e Bragantino iniciaram a parceria em 2019. / NICOLAS AGUILERA/Getty Images

Anos antes de se concretizar essa grande parceria, a empresa Red Bull já estava com seus investimentos instalados no Brasil por meio do Red Bull Brasil, clube que foi fundado em 2007, no interior de São Paulo. Dois anos depois de sua inauguração, o clube venceu a quarta divisão paulista e, em 2014, foi vice-campeão da Série A2, chegando à primeira divisão do futebol no Estado. De lá pra cá, o clube foi crescendo esportivamente e chamando a atenção da mídia, já dando seus primeiros sinais dentro de nosso país.

O RB Brasil chegou no seu auge - antes do acordo com o Bragantino - em 2019, no Campeonato Paulista, onde a equipe foi líder da fase de classificação, sendo eliminado logo em seguida pelo Santos, nas quartas de finais da competição. Pelo outro lado, o time de Bragança Paulista quase foi rebaixado para a segunda divisão do estadual, se livrando nas últimas rodadas do Paulistão.

Em entrevista concedida ao 90min Brasil, o goleiro Júlio César, que atualmente joga no Red Bull Bragantino, comentou sobre este início de projeto da empresa Red Bull no Brasil: "Quando eu cheguei aqui, o projeto era ambicioso, já era um projeto para ser grande, e já era grande. Mas ainda não tinha toda essa proporção. A gente já entrava no Paulistão com uma equipe muito competitiva que sempre dava trabalho, e em 2018 foi isso. 2019 ainda sem ter a parceria com o Bragantino - a gente era Red Bull Brasil - classificamos e fomos eliminados pelo Santos nas quartas, então já estava caminhando.".

Julio Cesar
Goleiro Júlio César falou com exclusividade ao 90min / Buda Mendes/Getty Images

Após o término do campeonato estadual, no dia 23 de abril de 2019, foi apresentada, oficialmente, a inédita parceria entre a Red Bull e o Bragantino, acordo que tinha como planejamento mudar o futebol brasileiro em diversos aspectos, através de um futebol moderno e, principalmente, por um novo modelo de gestão. Logo em seguida, grande parte da comissão técnica e dos jogadores do Red Bull foram transferidos para o Bragantino, em preparação para disputar a Série B e iniciar o projeto de pensamento a longo prazo, crescendo de forma gradual no cenário nacional.

Investimentos jogadores jovens

Artur
Artur foi a maior contratação do clube. / Buda Mendes/Getty Images

Os clubes brasileiros, normalmente, tem como grande intuito a contratação de jogadores que já possuem uma relevância dentro do futebol, além de serem extremamente caros para o padrões brasileiros. E isso, muitas vezes, é o início da ruína para grande parte das equipes, que se endividam por fazer contratação além de seu limite financeiro e, principalmente, pelo fato do atleta não ter mais um grande mercado nacionalmente e internacionalmente, gerando grandes prejuízos após alguns anos de contrato.

No entanto, o Red Bull Bragantino analisa de uma forma simples e diferente da maioria. O principal foco do clube é a contratação de atletas jovens e que, com o tempo, tenham uma evolução profissional dentro do clube, levando a títulos e uma futura grande venda para o exterior, gerando lucros para a equipe de Bragança Paulista. De acordo com os balanços divulgados, o RB Bragantino, desde o início de 2020, foi diversas vezes ao mercado com o objetivo de incorporar cada vez mais o elenco, gastando em torno de 100 milhões de reais em contratações, com o objetivo claro de conseguir um retorno a longo prazo dentro e fora de campo.

Abaixo, veja a lista de alguns jogadores que foram contratados pelo RB Bragantino e seus determinados valores:

Artur - Palmeiras - R$ 25 milhões 

Cleiton - Atlético-MG - R$ 23 milhões 

Alerrandro - Atlético-MG - R$ 14 milhões 

Natan - Flamengo - R$ 5 milhões. Caso o zagueiro alcance a marca de, pelo menos, 20 jogos até o fim do empréstimo, o RB Bragantino será obrigado a comprar o atleta e terá que desembolsar mais de R$ 22 milhões ao clube Rubro Negro. 

Ideias de jogo

Mauricio Barbieri
Mauricio Barbieri é um dos principais responsáveis pelo atual momento do clube. / Miguel Schincariol/Getty Images

Além de um novo modelo de gestão e de grandes investimentos, é preciso entender qual será a maneira que a equipe irá desempenhar seu futebol. No Barcelona, por exemplo, é bastante simples de enxergar que possui uma determinada forma de desempenhar o esporte dentro de campo, que é através do controle da posse da bola, envolvendo o adversário e sem tomar grandes sustos durante os 90 minutos.

Antes da grande parceria entre a Red Bull e o Bragantino, o clube, que era comandado pelo técnico Marcelo Veiga, tinha como sua principal característica o estilo de jogo reativo, no qual a equipe marca no seu próprio campo de defesa e explora os contra ataques nos espaços que a defesa adversária entrega. Após o acordo feito, foi nítido que essa filosofia iria mudar em alguns anos, já que não possui a mesma ideia que a Red Bull implanta em suas equipes.

A filosofia que a empresa Red Bull pensa para os seus times está relacionada a posse de bola. A ideia é priorizar, a todo custo, ter a bola em seus domínios para explorar as falhas e os espaços que os seus adversários deixarão durante a partida. Este pensamento, que é colocado em prática, atualmente, pelo treinador Mauricio Barbieri, é visto através de muitos clubes do Velho Continente, onde a prioridade é sempre ter a bola para atacar seu adversário a todo momento, e não jogar de uma forma reativa, algo que víamos por mais vezes tempos atrás.

Principais objetivos do Red Bull Bragantino para as próximas temporadas

Thiago Scuro, diretor-executivo, é um dos principais nomes do projeto
Thiago Scuro, diretor-executivo, é um dos principais nomes do projeto / Diogo Reis/Agif/Gazeta Press

Após a oficialização da parceria em 2019, o clube tem se estruturado dentro e fora de campo, colocando cada vez mais em prática o seu ambicioso entre as quatro linhas do futebol brasileiro. Por esse motivo, as expectativas em relação a equipe tem crescido ao longo dos últimos 2 anos, levando muitos a se perguntarem qual será o próximo passo da equipe, pelo fato do time, atualmente, ser uma grande realidade em nosso país.

"O objetivo é chegar ao mais alto possível, e é difícil você colocar um limite, colocar um parâmetro. Mas eu acredito que o ponto alto é um título. Um título paulista, nacional, sul-americano, não sei. Mas eu acho que esse é o ponto alto. E o projeto é pra isso! Não é 'vamos participar, vamos ser competitivos', não. É pra ganhar.""

Júlio César

O goleiro, que foi revelado pelo Corinthians, sabe que não é uma tarefa fácil triunfar no Brasil, pelo fato de que existem muitos clubes grandes com um potencial de título enorme, mas garante que esse é o principal objetivo da equipe: "A gente sabe do nível de todas as equipes, tanto no estadual quanto no nacional, mas só que a pretensão é essa e o trabalho é pra isso. Então acho que um título seria muito bem-vindo para coroar o trabalho que tem sido feito.".

Nesta quarta feira (21), o clube avançou mais um passo para fazer história. A equipe buscou o empate com o Independiente Del Valle, do Equador, e classificou-se para as quartas de final da Copa Sul-Americana.

facebooktwitterreddit