Flamengo

Pedro e Gabigol juntos? Técnico Paulo Sousa projeta ataque ideal do Flamengo e fala em reforços

Vitor Beloti
Novo mister: carisma é uma das marcas do técnico português recém-chegado ao Rio de Janeiro
Novo mister: carisma é uma das marcas do técnico português recém-chegado ao Rio de Janeiro / Wagner Meier/GettyImages
facebooktwitterreddit

Nesta segunda-feira (10), o Flamengo deu oficialmente o pontapé inicial na temporada 2022 com a reapresentação do elenco no CT Ninho do Urubu e a entrevista coletiva do treinador português Paulo Sousa.

"Já utilizei três atacantes em vários jogos. São atletas com características bem diferentes e só depois que trabalharmos no campo será possível entender a capacidade de cada um dentro de nossa perspectiva e ideia", declarou ele ao ser questionado sobre uma das principais dúvidas que envolvem a montagem do time - se Pedro e Gabigol podem atuar juntos. Ele ainda citou Bruno Henrique na declaração, um jogador "que tem uma capacidade forte de gol e de área".

"Nosso elenco é um dos ou o melhor da América do Sul e vai melhorar muito. O clube tem feito um trabalho excelente nos últimos anos nas tomadas de decisão em relação a jogadores que pretendem para ganhar jogos e títulos. Temos pela frente um campeonato longo e com muitos jogos, convocações, então identificamos algumas posições e estamos procurando no mercado, mas neste momento temos um elenco com qualidade suficiente para competir e ganhar", acrescentou o novo técnico do Flamengo.

"Para mim o esquema não é o mais importante. Temos jogadores muito inteligentes para compreenderem o jogo e a ocupação de espaço, vamos jogar com isso. Espero uma equipe dominadora todo jogo, constante, que esteja o máximo possível perto da área adversária e que recupere a bola o mais rápido possível", completou ele.

Criticado por abandonar a Seleção da Polônia a menos de um ano da Copa do Mundo, Paulo Sousa se defendeu. "Foi pelo entusiasmo, a grandeza do clube, a possibilidade de ganhar títulos e continuar a escrever outras páginas para ficar marcado na história do Flamengo. É uma oportunidade que eu não poderia desperdiçar", concluiu.

Paulo Sousa
Além da Polônia, Paulo Sousa trabalhou em clubes europeus como Basel, Bordeaux e Fiorentina / Quality Sport Images/GettyImages

A comissão técnica que desembarcou com o português no Rio de Janeiro reúne seis profissionais: dois auxiliares de campo, dois preparadores físicos, um analista de desempenho e um preparador de goleiros.

facebooktwitterreddit