Opinião

Pablo fracassou no São Paulo, mas ainda pode ter sucesso na Série A; Athletico-PR é destino ideal

Nathália Almeida
Pablo não deu certo com a camisa do Soberano
Pablo não deu certo com a camisa do Soberano / Pool/GettyImages
facebooktwitterreddit

A enorme preocupação do São Paulo, nesta janela de transferências, com o seu sistema ofensivo, escancara a insatisfação do clube com o setor após a irregular temporada de 2021. Até o momento, o clube do Morumbi já anunciou as chegadas de Alisson e Nikão para aumentar o seu poder de fogo na frente, com Soteldo, ex-Santos e atualmente na MLS, ainda aparecendo como grande "sonho de consumo" tricolor neste mercado.

As múltiplas lesões de Luciano e a queda de rendimento de Emiliano Rigoni no segundo semestre ajudam a explicar a baixa produtividade artilheira do São Paulo no Brasileirão 2021: foram apenas 31 gols marcados em 38 jogos. Contratado com o ano em andamento, Jonathan Calleri conseguiu a proeza de terminar a Série A como principal goleador do time, com modestos 5 gols marcados. Nenhum deles, no entanto, ficou devendo tanto futebol quanto Pablo.

Pablo Teixeira, Leonardo Sigali
Pablo foi contratado por cifras altas no início de 2019 / Marcelo Endelli/GettyImages

Contratado a peso de ouro junto ao Athletico-PR no início de 2019 - após um ano espetacular com a camisa do Furacão, marcado pela conquista da Copa Sul-Americana -, Pablo acabou sucumbindo às altas expectativas e pressão natural que passou a carregar pela pesada etiqueta de preço sob suas costas. Sempre que um gigante brasileiro investe muito dinheiro em um jogador, a esperança geral passa a ser por um retorno de desempenho nada menos do que espetacular. Pablo, contudo, não conseguiu romper a barreira do "mediano", muito pouco para quem veste a camisa de um clube tricampeão da Conmebol Libertadores.

Negativamente marcado no Morumbi e já queimado com a torcida são-paulina, Pablo e seu estafe deveriam considerar uma mudança de ares, e as possibilidades existem: o camisa 9 foi procurado por Ceará e Santos nesta janela, mas nenhuma das negociações prosperou, talvez pelas ambições irreais do atleta e de seus representantes. Após duas temporadas de baixa no Morumbi, o prestígio não será o mesmo de outrora, nem os valores. O cenário ideal para o atacante seria a volta à casa, ao Furacão, onde despontou como um meteoro. Será que os caminhos voltarão a se cruzar?

FBL-SUDAMERICANA-JUNIOR-PARANAENSE
Pablo teve ótimos anos com a camisa do Furacão / RAUL ARBOLEDA/GettyImages
facebooktwitterreddit