Fortaleza

Os números de Juan Pablo Vojvoda no comando técnico do Fortaleza

Wéverton Rodrigues
Técnico está na segunda temporada à frente do Fortaleza
Técnico está na segunda temporada à frente do Fortaleza / STEPHAN EILERT/GettyImages
facebooktwitterreddit

Ao entrar em campo à frente do Fortaleza no jogo da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Santos, na Arena Castelão, o técnico Juan Pablo Vojvoda chegou à marca de 100 jogos como comandante do Tricolor do Pici. Com direito a homenagens do clube, o técnico recebeu um quadro e uma camisa comemorativa como forma de parabenizar o profissional pela importante marca dentro da instituição do clube cearense.

Para além do retrospecto, o respeito do torcedor do Fortaleza é o maior legado do técnico argentino de 47 anos. Os títulos também marcam a trajetória do profissional no time nordestino: bicampeão cearense em 2021 e em 2022 - garantindo, assim, a hegemonia da equipe do Estado nas quatro últimas temporadas - e campeão da Copa do Nordeste de 2022 - sendo responsável por trazer a taça pela segunda vez ao longo da história do clube. Dessa forma, ao conquistar ambos os títulos dos campeonatos mais importantes do cenário regional, o técnico caiu de vez nas graças da torcida. Nas redes socais, o clube expressou a satisfação de contar com os serviços de Vojvoda:

"Um comandante que está na nossa história pelas conquistas alcançadas, mas também pelo carinho e compromisso com nossas cores. Um estrangeiro que se envolveu com o nosso clube desde o primeiro minuto, e que vive intensamente a emoção de ser tricolor como cada um de nós."

diz a mensagem.

Retrospecto nos 100 jogos de Vojvoda no Fortaleza

Juan Pablo Vojvoda
Vojvoda levou o Leão para a Liberta pela primeira vez na história / Marcelo Endelli/GettyImages

Com uma trajetória que conta com uma participação inédita na Libertadores da América, tendo figurado no G-4 do principal campeonato do futebol brasileiro em 2021, à frente do Corinthians, o técnico do Fortaleza atinge simbólica marca dentro do clube com direito a retrospecto positivo.

Afinal, ele foi anunciado no dia 4 de maio de 2021 e, desde então, disputou 102 jogos - o 100º aconteceu contra o Santos, tendo jogado ainda contra Fluminense e Cuiabá -, atingindo um total de 47 vitórias, além de 23 empates e 31 derrotas, marcando 149 gols e sofrendo 104. Os números são, a saber, considerados bons, sobretudo pelo voos inéditos alcançados ao longo desse tempo de comando técnico.

"É muito mais do que 100 jogos. 100 jogos é um símbolo, virão muitos mais, mas a história que ele faz aqui, a identificação, faz com que a gente reconheça esse trabalho, essa pessoa, porque a gente conhece a pessoa, o ser humano."

afirmou o presidente Marcelo Paz.

Emocionado, Vojvoda agradeceu as homenagens prestadas, expressando sua gratidão por fazer parte da história do clube e visando a continuidade do trabalho, sobretudo diante dos momentos difíceis no curso do trabalho:

"Agradecimento ao Marcelo, à diretoria, a todos que trabalham no clube, é um orgulho cumprir essa cifra dessa partida. Significa o dia a dia, a alegria, os problemas que temos que solucionar. É isso que fica na minha memória."

disse Vojvoda.
facebooktwitterreddit