Futebol brasileiro

Os números de Felipão por Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio desde seu retorno ao futebol brasileiro

Wéverton Rodrigues
Treinador, que já comandou Palmeiras, Grêmio e Cruzeiro, chega para assumir o Athletico Paranaense em 2022
Treinador, que já comandou Palmeiras, Grêmio e Cruzeiro, chega para assumir o Athletico Paranaense em 2022 / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

Felipão está de volta ao futebol brasileiro. Contratado para assumir o comando técnico do Athletico Paranaense após a demissão de Fábio Carille - selada pouco depois da derrota por 5 a 0 para o The Strongest, na Bolívia, em partida válida pela 4ª rodada da Copa Libertadores -, o experiente técnico chega para ajudar o Furacão a se recuperar tanto na própria Libertadores (o time é lanterna no Grupo B), quanto no Campeonato Brasileiro: foram apenas três pontos em 4 partidas e a 16ª colocação para o time até então. Jaime Freitas, Alberto Valentim e Fábio Carille foram os últimos treinadores que passaram pela Arena da Baixada.

Com previsão de chegada em Curitiba neste sábado (7), Luis Felipe Scolari chega para assumir o Athletico com seus auxiliares Carlos Pracidelli e Paulo Turra. É provável que o técnico faça sua estreia à beira de campo diante do Tocantinópolis, no jogo de volta da 3º fase da Copa do Brasil de 2022. Apesar de não ser possível prever como ele se sairá comandando o clube paranaense, confira a seguir os números das passagens do treinador por Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio nesta sua volta ao futebol brasileiro e saiba o que esperar neste novo desafio do técnico de 73 anos.

Acostumado a comandar gigantes

As passagens do técnico Luis Felipe Scolari pelo futebol brasileiro são marcadas por camisas pesadas e tradicionais do nosso futebol. Somando, pois, três passagens pelo Grêmio, três pelo Palmeiras e duas pelo Cruzeiro, o técnico acumula, entre outras coisas, um bicampeonato da Libertadores da América, com uma conquista pelo time gaúcho (1995) e uma pelo time paulista (1999).

Como técnico do Grêmio, Felipão ainda foi campeão gaúcho por três vezes (1987, 1995 e 1996), campeão da Copa do Brasil (1994), conquistou a Recopa Sul-Americana (1996) e, ainda, foi campeão brasileiro (1996).

Já sob o comando técnico do time do Palestra Itália, as conquistas são, em geral, semelhantes: além de conquistar a América em 95, ele foi duas vezes campeão da Copa do Brasil (1998 e 2012), campeão da Copa Mercosul (1998), do Torneio Rio–São Paulo (2000) e tem uma conquista de Campeonato Brasileiro (2018).

Com a camisa Azul Celeste, a passagem do treinador é consideralmente mais tímida com apenas um título: Copa Sul-Minas, em 2001.

Retrospecto em jogos de Brasileirão

De acordo com o site ogol, no Brasileirão de 2014, em 25 jogos disputados como treinador do Grêmio, ele venceu 12, empatou seis e perdeu em sete delas. Sua equipe marcou 25 gols e sofreu 14. Luiz Felipe Scolari voltaria a treinar o Tricolor Gaúcho em 2021, onde, no Brasileirão daquele ano, disputou 15 jogos, ganhou seis, perdeu seis e empatou em três.

Em 2018, comandando o Palmeiras, Felipão disputou um total de 21 partidas e venceu 15, empatando seis e perdendo em nenhum jogo. Na campanha do título nacional daquele ano, sua equipe chegou à marca de 38 gols marcados e apenas 10 sofridos.

Em 2020, o treinador teve uma passagem não tão boa assim na Toca da Raposa. Disputando a Série B com a equipe mineira, foram 21 jogos, dos quais ele obteve nove vitórias, oito empates e quatro derrotas, tendo marcado 24 gols e sofrido16.

facebooktwitterreddit