Seleção Brasileira

Os números de Arthur Cabral que ajudam a explicar sua convocação para a Seleção Brasileira

Daniel Farias
Atacante foi chamado para a vaga de Matheus Cunha
Atacante foi chamado para a vaga de Matheus Cunha / RvS.Media/Basile Barbey/Getty Images
facebooktwitterreddit

O atacante Arthur Cabral foi convocado para a Seleção Brasileira. O técnico Tite o escolheu como substituto de Matheus Cunha, que foi cortado da convocação após ter uma lesão muscular diagnosticada. Essa será a primeira oportunidade de Arthur com a camisa da Seleção Brasileira principal. O jogador, que foi revelado pelo Ceará e teve uma curta passagem pelo Palmeiras, defende atualmente o Basel, da Suíça. Ele chegou ao clube na temporada 2019/20.

Arthur Cabral já era muito conhecido por parte da torcida nordestina, mas ainda não estava no centro das atenções do futebol nacional. Nas últimas temporadas, porém, o jogador cresceu exponencialmente o seu desempenho e passou a chamar muita atenção, tanto no Brasil como na Europa. Os números do jogador de 23 anos impressionam e explicam muito bem sua convocação para a Seleção Brasileira.

O atacante chegou ao Basel na temporada 2019/20 e nessa temporada atuou em 39 partidas, marcando 18 gols e dando quatro assistências. Já na temporada 2020/21 foram 20 gols e três assistências em 36 jogos disputados. Os números de Arthur, portanto, já eram muito positivos. O destaque, que já era grande, cresceu ainda mais na temporada 2021/22. O jogador soma 20 gols e duas assistências em apenas 16 partidas disputadas. Ou seja, em 16 partidas ele já igualou a melhor marca de gols com a camisa do Basel.

De acordo com levantamento do SofaScore Brazil, Arthur Cabral tem, na temporada 21/22: 16 jogos, 20 gols, 5 assistências, 1.56 participações em gols por jogo e 54 minutos para participar de gol. Além disso, ele é o jogador com mais gols nesta temporada do futebol europeu. Todos esses números estavam circulando nas redes sociais, com muitos torcedores elogiando o desempenho de Arthur Cabral e cobrando sua presença em futuras convocações.

A resposta positiva de Tite não demorou muito. O atacante, que é considerado ídolo pela torcida do Ceará e recebeu poucas oportunidades no Palmeiras, chega com moral na Amarelinha. Trata-se de um jogador ainda muito jovem - 23 anos -, mas de enorme potencial.

facebooktwitterreddit