Brasileirao Série A

Os números da campanha que comprovam que o Atlético-MG sobrou no Brasileirão

Lucas Humberto
Em termos estatísticos, título do Galo foi incontestável
Em termos estatísticos, título do Galo foi incontestável / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

A rivalidade instaurada no DNA do futebol brasileiro impede grande parte dos torcedores de reconhecer belas campanhas rivais no Brasileirão. Não seria diference com o mais novo campeão nacional: o Atlético-MG.

Claro, a quantidade de pênaltis marcados a favor do time de Cuca reabre várias discussões sobre arbitragem. No entanto, sabemos que os números não costumam mentir, certo? E, em 2021, eles nos contaram uma história de pleno domínio mineiro. Uma campanha memorável para combinar com o fim de um jejum que insistiu em se manter vivo durante cinco décadas. Começaremos então com as estatísticas mais básicas, certo?

Em 36 jogos do Brasileirão, com ainda mais duas partidas restantes até o encerramento oficial, o Galo alcançou a marca de 25 vitórias, seis empates e somente cinco derrotas. Na era dos pontos corridos, com 20 clubes disputando a taça, apenas um time teve desempenho superior: o Flamengo de 2019, que alcançou incríveis 90 pontos.

Até então, a segunda melhor campanha dos pontos corridos pertencia ao Corinthians de 2015, que tinha Tite na área técnica e sagrou-se campeão nacional com os mesmos 81 pontos do Galo. Com dois jogos restantes para fazer (enfrenta Red Bull Bragantino e Grêmio), os mineiros podem se isolar no segundo lugar do ranking histórico.

Tamanha glória só seria possível com equilíbrio dentro das quatro linhas, certo? E isso Cuca e seus comandados nunca deixaram de entregar. Dono do segundo melhor ataque do torneio nacional, com 60 gols marcados, os mineiros ainda tiveram a defesa menos vazada da competição, tendo sofrido apenas 27 tentos. Abaixo, você confere outros dados levantados pelo SofaScore:

Por fim, destacamos o personagem principal da conquista: Hulk. Tendo gravado seu nome na história do clube, o artilheiro do Brasileirão 2021 contribuiu com 18 tentos e sete assistências (25 participações em gols no total). Ele ainda atuou em 34 das 36 partidas do Atlético. Isso porque o encaixe inicial não foi lá tão simples assim...

facebooktwitterreddit