Lionel Messi

Os detalhes das negociações entre Messi e Barça: mais 10 anos de contrato!

Victor Chagas
Messi quer seguir ligado ao Barça até mesmo após se aposentar
Messi quer seguir ligado ao Barça até mesmo após se aposentar / PAU BARRENA/Getty Images
facebooktwitterreddit

Parece que o jogo virou em Barcelona. Não é mesmo? Lionel Messi, que ano passado estava decidido a sair da equipe catalã e que permaneceu devido a ameaças judicias sofridas, agora está considerando ficar no clube até mesmo após pendurar as chuteiras. A mudança no comando do clube foi primordial para o argentino mudar de ideia, afinal de contas o antigo presidente não conseguiu montar um time competitivo que conseguisse chegar como forte favorito nas competições e isso, obviamente, não agradava o camisa 10. Existem também outras condições na negociação, sendo estas mais relacionadas ao futuro do craque no clube, porém não mais como jogador.

Joan Laporta, Lionel Messi
Laporta se mostra otimista na permanência de Messi no braços dos Catalães / Soccrates Images/Getty Images

O presidente Joan Laporta, em uma coletiva de imprensa, se mostrava "moderadamente otimista" ao ser perguntado sobre a renovação de Messi. Este e outros detalhes da negociação foram disponibilizados pelo jornalista Xavi Torres, da rede catalã de televisão TV3.

O primeiro pedido de Messi teria sido, realmente, estar ligado ao clube além do período como jogador de futebol, atuando fora dos campos. O contrato teria 10 anos de duração, sendo os quatro primeiros ainda como jogador. O novo contrato responderia a necessidade do clube de aliviar a folha salarial, já que os valores girariam em torno de 60 milhões brutos por temporada, 11 milhões a menos do que o Barça paga atualmente. Esta redução foi vista como um esforço do argentino para continuar no clube e agradou o presidente, fazendo com que o próprio Laporta admitisse que "Leo provavelmente mereça ainda mais".

Entretanto, existem mais cláusulas neste novo contrato a ser firmado entre as partes. Messi, nas quatro temporadas que seguiria como jogador, deixaria o Barcelona nos dois anos finais para jogar pelo Inter Miami, equipe da MLS. Enquanto estivesse jogando nos Estados Unidos, parte do salário seria pago pela equipe catalã, pois o jogador também atuaria como embaixador do clube na terra do Tio Sam.

Ao fim destas quatro temporadas, Messi retornaria ao Barcelona como sócio embaixador ou como parte da estrutura esportiva da equipe catalã, por no mínimo 6 anos, completando assim 10 anos de contrato. Como dito anteriormente, os valores podem ser pagos pelo clube, mas ainda nada foi firmado, embora esteja bem perto. De qualquer forma, restam resolver apenas pequenos problemas econômicos, já que o objetivo principal que é desenvolver um bom projeto que permita com que um dos maiores jogadores de todos os tempos possa terminar a carreira ainda em alta, tem tudo para ser alcançado.

facebooktwitterreddit