Sul-Americana

Os destaques e as decepções na vitória do São Paulo sobre o Ceará, pela Sul-Americana

Nathália Almeida
São Paulo venceu o Ceará por 1 a 0 no Morumbi, derrubando invencibilidade do Vovô
São Paulo venceu o Ceará por 1 a 0 no Morumbi, derrubando invencibilidade do Vovô / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Confronto 100% brasileiro na Copa Sul-Americana, São Paulo e Ceará fizeram um jogo tenso na noite desta quarta-feira (3), no Morumbi, pela ida das quartas de final do torneio continental. Em casa, o Tricolor Paulista sabia que precisava fazer o resultado positivo, e talvez por isso tenha entrado em campo desconfortável. O Vozão, por outro lado, parecia não querer correr riscos, focando em defender a sua invencibilidade no torneio.

Os primeiros 45 minutos de jogo foram bastante amarrados - com a melhor chance sendo do time visitante, em chute na trave de Nino Paraíba -, cenário que só mudou na segunda etapa: o São Paulo voltou do intervalo mais agudo e ofensivo, causando mais problemas à defesa do Ceará. No fim das contas, a persistência tricolor acabou sendo premiada, com os donos da casa balançando as redes e vencendo por 1 a 0.

A seguir, apontamos os destaques e as decepções da vitória são-paulina sobre o Vozão:


São Paulo

1. Destaques: Diego Costa e Nikão

FBL-SUDAMERICANA-SAOPAULO-CEARA
Nikão marcou o gol da vitória do São Paulo no Morumbi / MIGUEL SCHINCARIOL/GettyImages

Se mostrando cada vez mais merecedor da braçadeira de capitão do time, o jovem zagueiro Diego Costa foi uma verdadeira "parede", limitando bastante o ataque cearense. Com cinco cortes, duas interceptações e dois desarmes, brilhou na retaguarda tricolor.

Outro nome que brilhou no jogo foi o experiente Nikão. Promovido a campo no decorrer da segunda etapa, o ex-Athletico provou ter estrela, anotando o gol que deu números finais à partida.

2. Decepções: Rodrigo Nestor e Calleri

Jonathan Calleri
Calleri perdeu chance de ouro de matar a eliminatória / Alexandre Schneider/GettyImages

No campo das decepções, temos que citar o jovem volante Rodrigo Nestor, que esteve bem abaixo em relação aos seus companheiros de setor. Foram 22 perdas de posse de bola, número muito elevado para um jogador tão importante na construção de jogo da equipe.

Jonathan Calleri também decepcionou por falhar no lance que poderia "matar" a eliminatória: desperdiçou penalidade nos minutos finais do jogo. Não faltou luta ao argentino, mas hoje faltou precisão.

Ceará

3. Destaques: João Ricardo e Richardson

Joao Ricardo
João Ricardo teve grande exibição na capital paulista / Ricardo Moreira/GettyImages

Se o Vozão retorna à capital cearense ainda vivo no confronto, seu torcedor deve agradecer diretamente ao goleiro João Ricardo, melhor em campo no Morumbi. Ao todo, o arqueiro alvinegro realizou cinco defesas, sendo uma delas em cobrança de pênalti de Calleri. Decisivo.

Richardson também merece elogios, tendo sido o jogador mais combativo e participativo do meio-campo do Ceará. Dois passes-chave e três desarmes para ele.

4. Decepções: Stiven Mendoza e Victor Luís

Victor Luis
Victor Luís quase colocou tudo a perder com penalidade infantil / Alexandre Schneider/GettyImages

Pouco efetivo e muito impreciso, Stiven Mendoza errou quase tudo que tentou nesta noite de quarta. O colombiano tem crédito por ser o principal artilheiro de sua equipe na temporada, mas precisará elevar o nível no jogo da volta para compensar a má exibição na capital paulista.

Outro jogador experiente que deixou muito a desejar pelo lado do Vozão foi o lateral-esquerdo Victor Luís. Sofrendo na contenção, cometeu uma penalidade infantil na reta final da partida, erro que poderia ter praticamente selado o adeus do Alvinegro no torneio.

facebooktwitterreddit