Os 8 jogadores que preferiram ir para o banco de reservas que deixar uma grande equipe

Antonio Mota
Lembra dele? Chicharito sumiu da elite da bola nos últimos anos.
Lembra dele? Chicharito sumiu da elite da bola nos últimos anos. / Shaun Clark/GettyImages
facebooktwitterreddit

O sonho de todo jogador de futebol é atuar em uma grande equipe a nível mundial e, com ela, conquistar títulos e alcançar feitos expressivos. Por essa 'chance de ouro', muitos futebolistas abrem mão de outros objetivos e por vezes até aceitam ficar "invisíveis" no banco de reservas, sem muitos em campo. A seguir, veja 8 jogadores que preferiram ir para a suplência que deixar um grande time.

8. Javier "Chicharito" Hernández

Javier Hernandez, atacante mexicano
Mexicano foi revelado no Chivas Guadalajara / Alex Livesey/GettyImages

Após despontar no futebol do México, seu país natal, Chicharito se mudou para a Inglaterra e acertou com o poderoso Manchester United. Já do outro lado do mundo, o atacante passou por empréstimo pelo Real Madrid e lá amargou um bom tempo no banco de reservas, já que não mostrou capacidade para se infiltrar o trio BBC. Hoje, aos 34 anos, ele atua no Los Angeles Galaxy. Sumiu?

7. Martin Braithwaite

Martin Braithwaite, atacante dinamarquês que jogou no Barcelona
Atacante disputou duas edições de Copa do Mundo pela Dinamarca, em 2018 e 2022 / Alex Caparros/GettyImages

Braithwaite já chegou ao Barcelona sabendo que “correria por fora”. Em 2020, o centroavante custou 18 milhões de euros aos cofres do Barça, onde até conseguiu ser titular em algumas partidas, mas nada além. Seu mais alto nível não foi o suficiente na corrida contra Griezmann, Luis Suárez e cia.

6. Tomás Rincón

Tomas Rincon
Venezuelano atua no futebol italiano desde a temporada 2014/15 / Valerio Pennicino/GettyImages

Tomás Rincón chamou atenção de grandes clubes da Europa durante sua passagem pelo Genoa, da Itália. Assim, chegou à Juventus, que investiu alto em sua contratação. Já em Turim, o meio-campista conseguiu minutos, mas quase sempre foi visto como apenas uma alternativa.

5. Neto

Goleiro Neto defendeu o Barcelona por três temporadas
Goleiro revelado no Athletico-PR ficou três temporadas no Barcelona / Quality Sport Images/GettyImages

O goleiro Neto recebeu uma grande oportunidade ao fechar com o Barcelona, em 2019. Porém, o brasileiro nunca conseguiu o espaço desejado e sempre figurou fora do XI inicial da equipe culé. Hoje, ele atua no Bournemouth.

4. Renato Sanches

Renato Sanches, meio-campista
Português disputou 28 jogos pelo Bayern de Munique / Alexander Scheuber/GettyImages

Renato Sanches apareceu em Portugal como uma das grandes promessas do futebol do Velho Continente. Com o uniforme do Benfica, o meia despertou o interesse de várias potências e, assim, fechou com o Bayern de Munique. Na Alemanha, no entanto, ele não se provou e amargou o banco de reservas. Vale notar que o luso deu a volta por cima nos últimos anos e, hoje, defende o PSG.

3. Xherdan Shaqiri

Xherdan Shaqiri
Suíço não decolou no Liverpool / Soccrates Images/GettyImages

A dura realidade é que Shaqiri nunca atingiu o nível imaginado para ele. Muito bem avaliado na Suíça, o atacante passou por grandes clubes ao longo da carreira, mas quase sempre entregou menos que o esperado. No Liverpool, por exemplo, ele ficou aquém das expectativas e acabou aceitando ficar no banco.

2. Alex Song

Alex Song, ex-jogador do Barcelona
Alex Song ao menos ganhou muito dinheiro no Barcelona / Manuel Queimadelos Alonso/GettyImages

Alex Song já assinou com o Barcelona sabendo que não teria grandes oportunidades. Porém, ainda assim, topou o “desafio” e abraçou a oportunidade. “Quando o Barcelona me ofereceu um contrato e vi quanto eu ganharia, não pensei duas vezes. Senti que minha esposa e meus filhos deveriam ter uma vida confortável quando eu terminasse minha carreira. Encontrei o diretor esportivo e ele me disse que eu não iria jogar muitos jogos, mas eu não me importava, eu sabia que agora eu ficaria milionário. Eu não dava a mínima por estar no banco de reservas do Camp Nou pelo dinheiro que ganhava", disse em uma entrevista. Ao menos garantiu uma aposentadoria confortável.

1. James Rodríguez

James Rodriguez, meia-atacante colombiano
Colombiano chegou ao Real Madrid com moral após se destacar na Copa do Mundo de 2014 / Soccrates Images/GettyImages

Um dos grandes destaques da Copa do Mundo do Brasil, em 2014, James Rodríguez enlouqueceu o mercado da bola em meados dos anos 2010. Em alta, o meio-campista fechou com o Real Madrid e até recebeu oportunidades, mas não decolou. Acabou sendo emprestado ao Bayern de Munique e a outros clubes antes de sumir da elite do esporte.

facebooktwitterreddit