Os 8 goleiros mais habilidosos com os pés na história do futebol

Maria Eduarda Panizzi
O alemão Neuer é uma das referências do controle com os pés.
O alemão Neuer é uma das referências do controle com os pés. / GABRIEL BOUYS/Getty Images
facebooktwitterreddit

Os goleiros não precisam mais apenas receber os chutes dos atacantes adversários. Agora, muito mais é exigido deles. O novo futebol envolve os goleiros na tarefa de sair com a bola, sendo mais um para escapar da pressão do adversário. Nem todos são capacitados para isso. Porém, há um grupo de goleiros que encantaram com seu jogo de pés. Confira, a seguir:

1. René Higuita

ENGLAND V COLOMBIA
ENGLAND V COLOMBIA / Mark Thompson/Getty Images

René Higuita elevou seu jogo de pés a outro nível. O goleiro não só participou da saída da bola, mas também saiu do gol. Em mais de uma ocasião, o goleiro colombiano não teve dúvidas em deixar sua área e avançar, driblando, para o campo oposto. O exagero jogo de pés causou ataques cardíacos a mais de um fã.

2. Rogério Ceni

Sao Paulo v Santos - Brasileirao Series A 2015
Sao Paulo v Santos - Brasileirao Series A 2015 / Alexandre Schneider/Getty Images

Rogério Ceni foi um goleiro especial. O muralha ajudou com a bola, mas onde ele realmente se destacou foi na rebatida. O mítico goleiro do São Paulo protagonizou faltas e pênaltis, e terminou sua carreira com 129 gols.

3. José Luis Chilavert

SOC-PARAGUAY-PERU-WC QUALIFICATION
SOC-PARAGUAY-PERU-WC QUALIFICATION / DANIEL GARCIA/Getty Images

O caso de Chilavert é muito parecido com o de Rogério Ceni. Talvez ele não fosse tão bom na saída de bola, mas tinha um chute extraordinário. Ele acertava em cheio na bola parada com o Paraguai e com seus clubes. Marcou 62 gols ao longo de sua carreira.

4. Ter Stegen

FC Barcelona v Paris Saint-Germain  - UEFA Champions League Round Of 16 Leg One
FC Barcelona v Paris Saint-Germain - UEFA Champions League Round Of 16 Leg One / David Ramos/Getty Images

Se falamos de goleiros e jogo de pés, não há outro como Marc-André Ter Stegen. O arqueiro alemão é o grande expoente do goleiro-jogador. Tem melhor qualidade e técnica que muitos jogadores de linha. Ele confia em seu jogo e gera saídas clínicas para o time.

5. Ederson

Manchester City v Tottenham Hotspur - Premier League
Manchester City v Tottenham Hotspur - Premier League / Pool/Getty Images

Ederson convenceu Guardiola com seu trabalho de pés. O goleiro se oferece quando sua equipe tem a posse de bola, para encontrar alternativas para o início do jogo, e consegue superar as linhas com um único passe. Além disso, ele também tem muita qualidade no passe direto e consegue ver os desvios dos atacantes e colocar a bola no lugar certo para surpreender com um ataque muito mais vertical.

6. Víctor Valdés

Swansea City v Middlesbrough - Premier League
Swansea City v Middlesbrough - Premier League / Matthew Ashton - AMA/Getty Images

Víctor Valdés cometeu erros históricos, mas porque sempre ousou. O goleiro, aos poucos, foi melhorando, e acabou sendo um dos melhores do mundo graças a Guardiola. Ele sempre se ofereceu para abrir a bola para as alas e oxigenar suas defesas na transição defensiva.

7. Jorge Campos

Mexican goalkeeper Jorge Campos salutes
Mexican goalkeeper Jorge Campos salutes / ROBYN BECK/Getty Images

Em que posição jogou Jorge Campos? O jogador alternava: ora se destacava como goleiro e ora como atacante ou meio-campista. Em algumas ocasiões, ele passou de gol para a linha no mesmo jogo.

8. Manuel Neuer

Hertha BSC v FC Bayern Muenchen - Bundesliga
Hertha BSC v FC Bayern Muenchen - Bundesliga / Boris Streubel/Getty Images

O goleiro do Bayern de Munique tornou-se mais um zagueiro da seleção alemã na Copa do Mundo de 2014. Ele impressionou o mundo com sua participação no jogo, se distribuindo entre os companheiros e sendo mais um fora da área. Não há dúvida de que revolucionou a posição.

facebooktwitterreddit