Brasileirao Série A

Os 7 clubes da Série A com mais jogadores estrangeiros no elenco

Matheus Nunes
Zaracho e Vargas são alguns dos gringos no elenco do Atlético-MG
Zaracho e Vargas são alguns dos gringos no elenco do Atlético-MG / Pool/GettyImages
facebooktwitterreddit

Com o anúncio do atacante Agustín Canobbio nesta quarta-feira (30), o Athletico-PR se tornou o clube da Série A com mais jogadores gringos no seu elenco. No futebol brasileiro, muitas equipes vêm investindo em atletas de outros países. Pensando nisso, o 90min lista a seguir sete times do Brasileirão com mais estrangeiros no elenco.

1. Athletico-PR (8)

O Furacão é recordista quando se trata de estrangeiros no plantel. Com a chegada no uruguaio de 23 anos, o número de gringos subiu para oito. Além do camisa 9, o Athletico-PR tem em seu elenco Nicolás Hernández e Orejuela, ambos colombianos, o volante Pablo Siles e o meia David Terans (Uruguai), Bryan García (Equador), Tomás Cuello (Argentina) e Marlos, brasileiro naturalizado ucraniano com passagem pela seleção da Ucrânia.

2. Atlético-MG (7)

Um dos elencos mais valiosos do futebol brasileiro, sete jogadores de outros países estão atualmente no Galo. São eles: Júnior Alonso (Paraguai), Diego Godín (Uruguai), os argentinos Zaracho e Nacho Fernández, Savarino (Venezuela), Dylan Borrero (Colômbia) e Eduardo Vargas, do Chile.

3. Internacional (7)

Internacional não só no nome: o elenco do Colorado é repleto de estrangeiros. Ao todo são sete: Bruno Méndez (Uruguai), Cuesta, Fabrício Bustos, Gabriel Mercado e D'Alessandro, companheiros argentinos, o americano Johnny, e o chileno Carlos Palacios.

4. São Paulo (6)

Na temporada passada, o Tricolor Paulista tinha oito gringos no elenco, mas em 2022 esse número diminuiu para seis. Arboleda (Equador), Andrés Colorado (Colômbia), Gabriel Neves (Uruguai), e os hermanos Calleri e Rigoni completam o grupo.

5. RB Bragantino (5)

Com a menor média de idade da Série A (23,5 anos), o Red Bull Bragantino também investiu pesado em jogadores de outros países. São eles: César Haydar (Colômbia), Leonardo Realpe e José Hurtado, do Equador,
Emiliano Martínez (Uruguai), e o venezuelano Jan Hurtado.

6. Fortaleza (5)

Em sua primeira participação na Libertadores, o Fortaleza reforçou seu elenco com muitos jogadores estrangeiros. Para a temporada, a diretoria do Leão contratou o colombiano Brayan Ceballos, o lateral-direito Anthony Landázuri, do Equador, e o atacante argentino Silvio Romero.

Depietri (Argentina) e Ángelo Henríquez (Chile) já faziam parte do time.

7. Santos (4)

Léo Baptistão e Ricardo Goulart são naturalizados por outros países, mas não possuem internacionalizações por outras seleções. Entre os nascidos fora do Brasil, estão no Santos os uruguaios Emiliano Velázquez, Rodrigo Fernández e Carlos Sánchez, e Jhojan Julio (Equador).

facebooktwitterreddit