Os 50 melhores goleiros brasileiros em atividade

Antonio Mota
Feb 22, 2021, 1:11 PM GMT-3
Alisson, Wéverton, Hugo Souza e outros: veja o ranking dos 50 melhores goleiros brasileiros em atividade.
Alisson, Wéverton, Hugo Souza e outros: veja o ranking dos 50 melhores goleiros brasileiros em atividade. | MAURO PIMENTEL/Getty Images
facebooktwitterreddit

Do goleiro ao ponta-esquerda, o Brasil é um dos maiores ‘celeiros’ de craques do planeta, tanto que aqui surgiram vários dos maiores personagens do futebol mundial, como Pelé, Zico, Ronaldinho, Neymar, entre outros craques. Nessa lista, destacam-se inúmeros arqueiros, como Gilmar dos Santos, Emerson Leão, Rogério Ceni, Taffarel, Dida, Marcos e por aí vai. A lista é praticamente inacabável. E na atualidade não é diferente. Há vários “guarda-redes” brasileiros que se destacam no país e também em outros cantos do globo terrestre. Quais seriam, no entanto, os melhores? Confira abaixo o ranking dos 50 melhores goleiros brasileiros em atividade.

50. Rafael (Reading-ING)

James Williamson - AMA/Getty Images

Formado no Santos e com passagens por Napoli e Sampdoria, Rafael faz uma carreira de altos e baixos, mas tem potencial e hoje representa bem o Reading, da Inglaterra. Aos 30 anos, ele tem bons números e qualidade para abrir esse ranking dos melhores goleiros brasileiros em atividade.

49. Jordi (Paços Ferreira-POR)

Gualter Fatia/Getty Images

Cria do Vasco, Jordi atuou no CSA e no Tractor, do Irã, antes de chegar ao Paços Ferreira, de Portugal, e se destacar. Já no Velho Continente, o goleiro de 27 anos se encontrou e vem fazendo uma temporada consistente.

48. Fabiano (Omónia Nicósia/Grécia)

ANP Sport/Getty Images

Sem muito espaço no São Paulo e no Brasil (onde também atuou no Santo André, América-RN e no Toledo-PA), Fabiano decidiu ir para a Europa e se deu bem. Lá, ele atuou no Porto, no Olhanense, no Fenerbahçe e hoje vai muito bem no Omónia, da Grécia.

47. Gustavo Busatto (CSKA Sofia)

Eurasia Sport Images/Getty Images

Revelado pelo Grêmio, Gustavo Busatto não teve muita sorte no Brasil e por várias temporadas rodou por inúmeros clubes do país, como América-RN, CSA, Náutico, Sampaio Corrêa. Porém, ao trocar o Ituano pelo CSKA Sofia, da Bulgária, ele conseguiu a sequência que necessitava para mostrar o seu futebol. Nesta temporada, por exemplo, o goleiro disputou 27 partidas e não foi vazado em 9 oportunidades.

46. Rafael (Atlético-MG)

Pedro Vilela/Getty Images

Após anos e mais anos no Cruzeiro, Rafael resolveu trocar de clube, mas não quis sair de Minas Gerais e assim fechou com o Atlético-MG. Já na Cidade do Galo, ele conseguiu uma boa sequência, mas perdeu espaço ao longo da temporada e hoje é reserva, mas isso não reduz sua qualidade técnica e tática.

45. Rafael Martins (Guarani)

O Sampaio Corrêa não conseguiu o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro, mas o que Rafael Martins pegou no gol do Tricolor de São Pantaleão foi brincadeira. Com 1,90m de altura, o paredão foi um dos destaques da posição na Segundona de 2020 – o que o levou ao Guarani.

44. Vladimir (Santos)

Matthew Stockman/Getty Images

Vladimir nunca conseguiu se estabelecer na Vila Belmiro, mas nenhum atleta consegue ficar tantos anos no Santos sem ter um nível bom. Com 31 anos de idade, ele também merece uma vaga no ranking dos melhores arqueiros do Brasil na atualidade.

43. Matheus Mendes (Atlético-MG)

GLEDSTON TAVARES / FRAMEPHOTO / GAZETA PRESS

Grande destaque com o CSA na Série B de 2020, Matheus Mendes tem apenas 21 anos, mas tem muito potencial e qualidade de sobra para ir longe. Na última temporada, por exemplo, ele disputou 28 partidas, tomou 23 gols e ficou 9 jogos sem ser vazado. Esses números e suas boas atuações o levaram de volta ao Atlético-MG – seu clube formador.

42. Marcelo Carné (Juventude)

Donaldo Hadlich/Codigo 19/Gazeta Press

Do Flamengo para o mundo. Marcelo Carné demorou para conseguir uma maior visibilidade, mas não desistiu e sua recompensa veio na temporada de destaque que fez com o Juventude. Aos 31 anos, ele foi muito bem na última Série B e sem dúvidas foi vital para a Juve conseguir o acesso para a elite do futebol nacional.

41. João Ricardo (Chapecoense)

GLEDSTON TAVARES / FRAMEPHOTO / GAZETA PRESS

Um dos grandes personagens da taça da Série B de 2020 da Chapecoense, João Ricardo tomou apenas 21 gols em 38 partidas na liga nacional – melhor marca defensiva na era de pontos corridos da Segundona e a segunda melhor incluindo a Série A. Com o destaque, o arqueiro se mudou para o Ceará.

40. Matheus Cavichioli (América-MG)

Pedro Vilela/Getty Images

Sob o comando do excêntrico Lisca, Matheus Cavichioli se encontrou em Minas Gerais e foi um dos pilares do badalado América-MG na última Série B e também na Copa do Brasil 2020. Ao todo, ele disputou 40 partidas pelo clube até o momento e levou apenas 28 gols – média de 0,7 tento por jogo.

39. Daniel Fuzato (Roma)

Giampiero Sposito/Getty Images

“Um baita goleiro”, comentou Wéverton, do Palmeiras, sobre Daniel Fuzato, ex-Verdão e hoje na Roma. E o campeão da Conmebol Libertadores de 2020 não estava errado. Aos 23 anos, o jovem arqueiro tem muita qualidade e certamente vai trilhar uma grande trajetória no futebol.

38. Gabriel (Red Bull Bragantino)

Donato Fasano/Getty Images

Formado no Cruzeiro e com passagens por Milan, Napoli e outros clubes da Itália, Gabriel não é muito conhecido do Brasil, mas tem qualidade e tem um nível muito bom. Atualmente, ele defende o Lecce.

37. Jaílson (Palmeiras)

Miguel Schincariol/Getty Images

O Palmeiras tem ótimos goleiros no Allianz Parque e um deles é Jaílson. Veterano, o arqueiro de 39 anos é o substituto direto de Wéverton e sempre dá conta do recado. Uma excelente alternativa para a meta do Verdão – mesmo em seus últimos anos como profissional.

36. Danilo Fernandes (Internacional)

Alexandre Schneider/Getty Images

Líder no vestiário do Beira-Rio e com boa qualidade técnica, Danilo Fernandes não conseguiu superar Marcelo Lomba no Internacional e amargou o banco de reservas nos últimos meses, mas, ainda assim, é muito bom goleiro e poderia ajudar vários clubes do país.

35. Jandrei (Athletico-PR/Genoa)

Alessandro Sabattini/Getty Images

Emprestado pelo Genoa, da Itália, ao Athletico Paranaense, Jandrei não chegou para ser titular, mas, sim, para ser o substituto imediato de Santos e isso ele fez com tranquilidade. Aos 27 anos, o goleiro não fugiu do compromisso e mostrou que é um ótimo arqueiro.

34. Gabriel Brazão (Internazionale/Real Oviedo)

Quality Sport Images/Getty Images

Outra jovem promessa do Brasil: Gabriel Brazão. Cria do Cruzeiro, o atleta de 20 anos deixou a Toca da Raposa ainda novo para defender o Parma, da Itália. Já no Velho Continente, o goleiro chamou atenção e foi para a gigante Internazionale. Hoje, ele defende o Real Oviedo, da Espanha. Vale ficar de olho...

33. Paulo Victor (Grêmio)

Buda Mendes/Getty Images

Paulo Victor pode não estar no mesmo patamar que seu concorrente direto Vanderlei, mas também é um bom goleiro. Ex-Flamengo, o guarda-redes de 34 anos tem números para “protegê-lo” das críticas: são 9 partidas na temporada e 4 clean sheets.

32. Marcelo Grohe (Al-Ittihad FC)

Matthew Ashton - AMA/Getty Images

Ídolo do Grêmio, Marcelo Grohe foi para o Al-Ittihad FC no ano retrasado (2019) e continuou se destacando por lá. Nesta temporada, por exemplo, o goleiro disputou 20 partidas e tomou 18 gols. Além disso, ele não foi vazado em 25% dos jogos do clube.

31. Helton Leite (Benfica)

Quality Sport Images/Getty Images

Embora não seja um nome incontentável (e titular) no Benfica, o arqueiro Helton Leite – ex-Goiás, Grêmio, Botafogo e outros clubes – é um bom goleiro e não por acaso conta com a confiança de Jorge Jesus. ‘Temos bons guarda-redes’, declarou o Mister, em entrevista recente, após ser questionado sobre o brasileiro e seus concorrentes na Luz.

30. Marcos Felipe (Fluminense)

Bruna Prado/Getty Images

O Fluminense pensou estar encrencado quando Muriel se lesionou no final do ano passado, mas aí surgiu Marcos Felipe. Jovem, mas de personalidade forte e de muita aptidão para a função, o goleiro superou o “frio na barriga” e não deixou o Tricolor na mão. Muito pelo contrário. Um arqueiro muito bom.

29. Matheus (Braga)

Quality Sport Images/Getty Images

Matheus surgiu no América-MG e pouco tempo depois estava de malas prontas para o Braga, de Portugal. Desde 2014 no Velho Continente, o goleiro tem uma trajetória bonita em seu clube e um bom nível técnico.

28. Diego Cavalieri (Botafogo)

Bruna Prado/Getty Images

O Botafogo contratou Diego Cavalieri para ser o reserva de luxo de Gatito Fernández, no entanto, o paraguaio se lesionou e o brasileiro ‘tomou conta’. Veterano, o paredão de 38 anos foi um dos poucos que conseguiu algum brilho em General Severiano nos últimos meses. Além disso, ele também tem uma história que ‘fala por si só’.

27. Wilson (Coritiba)

Buda Mendes/Getty Images

Wilson surgiu no Flamengo e passou por vários clubes – Vitória-BA e Atlético-MG, por exemplo – antes de se firmar no Coritiba. Ídolo, o veterano não conseguiu evitar o descenso do Coxa para a Série B, mas certamente ele foi um dos que mais tentou. Um baita goleiro.

26. Fernando Miguel (Vasco)

Bruna Prado/Getty Images

Um dos poucos destaques do Vasco na temporada e nos últimos anos, Fernando Miguel é um excelente goleiro e certamente poderia ter números melhores em um sistema defensivo mais consistente. De todo modo, o guarda-redes cruzmaltino já mostrou ser muito bom.

25. Douglas Friedrich (Bahia)

Pool/Getty Images

De lesão a ‘chute no rosto’, Douglas Friedrich tem enfrentado vários problemas para se firmar na meta do Bahia nos últimos meses, mas já mostrou que tem muito potencial e qualidade para estar no ranking dos melhores goleiros brasileiros em atividade.

24. Luan Polli (Sport Club do Recife)

Alexandre Schneider/Getty Images

Grande personagem do Sport no Brasileirão 2020, Luan Polli apareceu para o futebol no Flamengo e passou por algumas equipes do Brasil e do mundo antes de desembarcar em Recife e explodir. Certamente o Leão da Ilha conquistou muitos pontos na temporada por conta das boas atuações do paredão.

23. César (Flamengo)

Soccrates Images/Getty Images

Com muita concorrência no Flamengo, César nunca conseguiu uma grande sequência, mas sempre que foi acionado correspondeu e quase sempre bem. Aos 29 anos, ele foi emprestado ao Atlético-GO e lá vai tentar mostrar o seu futebol.

22. Richard (Ceará)

Bruna Prado/Getty Images

Seguro e xodó da Nação Alvinegra, Richard espalmou dúvidas no Ceará e tem sido essencial para o bom desempenho do clube ao longo da temporada, colocando até o renomado Fernando Prass no banco de reservas. Aos 29 anos, o camisa 1 vive uma ótima fase e mostra estar focado em criar uma linda história no Castelão.

21. Ivan (Ponte Preta)

Miguel Schincariol/Getty Images

Com convocações para a Seleção Brasileira e muito protagonismo na Ponte Preta, Ivan aparece no mercado como um dos goleiros mais talentosos da nova geração. Lesionado, ele não atua desde outubro do ano passado, mas isso não diminui o seu potencial. Um ótimo arqueiro.

20. Walter (Corinthians)

Buda Mendes/Getty Images

Com Cássio soberano, Walter não conseguiu ter uma sequência no Corinthians, mas sempre que foi acionado correspondeu bem e nunca deixou o clube na mão. Hoje, com 33 anos e apenas 91 partidas disputadas desde 2013, ele negocia com o Cuiabá e pode deixar o Timão para provar o seu verdadeiro valor.

19. John (Santos)

Pool/Getty Images

Após uma inesperada brecha na meta do Santos – Éverson foi para o Galo, Vladimir se machucou e João Paulo testou positivo para a Covid-19 –, John apareceu e em poucas partidas mostrou que não era ‘mais um’. Com muita envergadura, boa mobilidade e talento de sobra, o goleirão chamou atenção e colocou mais uma incógnita na Vila Belmiro.

18. Éverson (Atlético-MG)

Pedro Vilela/Getty Images

Após chamar atenção no Ceará e se provar no Santos, Éverson foi para o Atlético-MG e mais uma vez mostrou que realmente é um ótimo goleiro. Homem de confiança de Jorge Sampaoli, o camisa 31 é um dos bons nomes da posição no país e se destaca pela boa qualidade com a bola nos pés.

17. Muriel Becker (Fluminense)

Buda Mendes/Getty Images

Irmão de Alisson Becker, Muriel não conseguiu dar os mesmos saltos que o ‘mano’ mais novo, mas certamente é um ótimo goleiro e vem mostrando isso jogo a jogo no Fluminense. Aos 34 anos, o paredão é peça importante no Tricolor das Laranjeiras.

16. Vanderlei (Grêmio)

Lucas Uebel/Getty Images

Vanderlei viveu anos de glória no Santos e não à toa foi cotado na Seleção Brasileira em temporadas passadas. Hoje, aos 37 anos e no Grêmio, o goleirão não tem a mesma desenvoltura, mas o nível segue excelente. Um ótimo arqueiro.

15. Cleiton (Red Bull Bragantino)

Alexandre Schneider/Getty Images

Revelado no Atlético-MG, Cleiton custou caro ao Red Bull Bragantino e demorou a dar um retorno, mas vem evoluindo e mostrando que pode ter um belo futuro no Nabi Abi Chedid. Com apenas 23 anos, o camisa 40 ainda tem muito para crescer, mas há margem e ele pode ir longe.

14. Marcelo Lomba (Internacional)

Alexandre Schneider/Getty Images

São Lomba? Marcelo Lomba não é o dono das luvas no Internacional por nada. Seguro, líder e ídolo, o goleiro vem se firmando no Beira-Rio desde 2016 e hoje é uma das referências do Colorado. Os números da temporada mostram o tamanho da importância do camisa 12: ele disputou 39 partidas (somando apenas o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil) e passou 15 sem tomar gols – dados Transfermarkt.

13. Fábio (Cruzeiro)

Juliana Flister/Getty Images

O Cruzeiro sofreu bastante nas últimas temporadas, mas não por conta de seu goleiro. Ídolo, multicampeão e referência, Fábio é um ‘guarda-redes’ espetacular e não à toa é um dos grandes nomes da história da Celeste. Um monstro.

12. Hugo Souza (Flamengo)

Alexandre Schneider/Getty Images

Com quase 2 metros de altura, muita agilidade e qualidade para ‘dar e vender’, Hugo Souza, o popular Neneca, surgiu no Flamengo há poucos meses, mas já se destaca e mostra ter potencial para ir muito longe na carreira. Não por acaso ele já é o oitavo goleiro brasileiro com maior valor de mercado no mundo, segundo o site especializado Transfermarkt.

11. Neto (Barcelona)

Quality Sport Images/Getty Images

Embora não tenha tanto prestígio no Brasil, Neto tem um currículo pesado e “para poucos”, com passagens por Athletico-PR, Juventus, Barcelona (seu clube atual) e outros times. Além disso, mesmo sem tanto espaço no Camp Nou, ele segue sendo observado na Europa, incluindo por grandes equipes, como o Arsenal. E isso mostra o seu potencial.

10. Diego Alves (Flamengo)

Buda Mendes/Getty Images

Com muitos anos de Europa, muitas defesas históricas e uma bela e recheada carreira, Diego Alves é um dos bons goleiros que surgiram no Brasil em meados da década de 2000. Hoje, já com 35 anos e com sequentes lesões, ele pode não ter o mesmo nível, mas ainda é um ótimo jogador.

9. Tiago Volpi (São Paulo)

FERNANDO BIZERRA/Getty Images

Contratado junto ao Querétaro FC, do México, em 2019, Tiago Volpi precisou conviver com a sombra de Rogério Ceni e demorou para superar a desconfiança no São Paulo, mas todos os percalços foram sendo deixados para trás com defesas espetaculares, liderança e ótima qualidade técnica e tática.

8. Tadeu (Goiás)

Buda Mendes/Getty Images

O Goiás não colaborou muito ao longo da temporada, mas o que Tadeu vem agarrando desde o ano retrasado é para ser muito enfatizado. Já com 29 anos de idade, o arqueiro demorou para explodir, mas isso não altera os fatos: ele pega demais.

7. Felipe Alves (Fortaleza)

STEPHAN EILERT/Getty Images

Sem muito espaço no Athletico-PR de Santos, Felipe Alves foi para o Fortaleza e decolou. Em seu novo clube, ele se consolidou como um dos destaques da posição no Brasil e uma das peças-chaves para o sucesso do Tricolor nas últimas temporadas. É muito ídolo no Castelão.

6. João Paulo (Santos)

Pool/Getty Images

O Santos é conhecido em todo o planeta por revelar ótimos jogadores, em especial do meio de campo para a frente. Porém, o que nem todos sabem é que o Peixe também lança excelentes goleiros, como João Paulo. Aos 25 anos, o guarda-redes demorou para ter uma oportunidade, mas quando a teve não desperdiçou e mostrou ser muito bom.

5. Santos (Athletico-PR)

Pool/Getty Images

Tímido, trabalhador e vencedor, Santos precisou superar muito mais do que os adversários para se firmar no Athletico-PR como um dos melhores goleiros do Brasil nas últimas temporadas. Um arqueiro admirável e que não por ventura é sempre observado pela Seleção Brasileira de Tite.

4. Cássio (Corinthians)

Pedro Vilela/Getty Images

Maior goleiro da história do Corinthians e um dos grandes destaques da posição na América do Sul na última década, Cássio pode não viver uma fase fantástica, mas o que ele vem agarrando desde o final de 2011 não é para qualquer um. Um monstro sagrado do Timão.

3. Wéverton (Palmeiras)

Andressa Anholete/Getty Images

Após se destacar e chamar atenção no Furacão e na Seleção Olímpica, Wéverton foi contratado com moral pelo Palmeiras e não decepcionou. Aos 33 anos, o paredão não demorou para se tornar um dos pilares do Alviverde Paulista, sendo essencial tanto pelas defesas excepcionais quanto pela sua liderança.

2. Ederson (Manchester City)

Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images

Xodó de Pep Guardiola e um dos destaques do Manchester City, Ederson fica com a medalha de prata no ranking dos melhores goleiros brasileiros em atividade. E ele não é apenas um dos melhores de seu país, mas, sim, de todo o mundo, tendo um nível absurdo tanto com os pés quanto com as mãos. Vai uma assistência aí?

1. Alisson (Liverpool)

Visionhaus/Getty Images

Embora seja muito contestado no Brasil e não viva uma fase no seu mais alto nível, Alisson Becker certamente é o melhor goleiro brasileiro em atividade no mundo. Líder e referência no Liverpool de Jürgen Klopp e na Seleção de Tite, o camisa 1 é muito acima da média e tem caixa de sobra para bancar algumas críticas. Um arqueiro excepcional.

facebooktwitterreddit