Brasileiro Série B

Os 5 últimos trabalhos de Jorginho, novo técnico do Vasco para a sequência da Série B

Lucas Humberto
Veterano de 58 anos foi escolhido para comandar o Cruzmaltino na sequência da segundona
Veterano de 58 anos foi escolhido para comandar o Cruzmaltino na sequência da segundona / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Na manhã desta terça-feira, 6, o Vasco da Gama anunciou a contratação do técnico Jorginho, ex-Atlético-GO, para os últimos 10 compromissos do Campeonato Brasileiro Série B. Essa será a terceira passagem do comandante de 58 anos por São Januário. Ele comandou o Cruzmaltino entre 2015 e 2016, quando conquistou o Campeonato Carioca, e também em 2018.

Responsável direto por construir parte da identidade Copeira do Dragão em 2022, o treinador acabou sendo demitido no mês passado pelos resultados ruins na Série A do Brasileirão. Abaixo, nós relembramos os últimos cinco trabalhos de Jorginho. Em paralelo, a torcida está bem dividida nas redes sociais.

5. Coritiba (2019)

Jorginho na área técnica do Coxa
Jorginho na área técnica do Coxa / Alexandre Schneider/GettyImages

Em 2019, Jorginho assumiu o Coxa em um cenário semelhante ao atual: sequência da Série B. Na ocasião, o técnico conduziu o time em 15 partidas, das quais venceu nove, empatou cinco e perdeu uma.

A equipe conseguiu o acesso, mas o comandante não permaneceu. Posteriormente, ele revelou que a relação de atritos com Rodrigo Pastana, então executivo de futebol, foi determinante para a decisão de sair.

4. Coritiba (2020)

Jorginho, técnico do Vasco da Gama
Técnico não conseguiu repetir a campanha de sucesso vista na Série B / Bruna Prado/GettyImages

Você não leu errado. Escolhido para substituir Eduardo Barroca na área técnica do Coxa, Jorginho não resistiu aos resultados ruins e foi demitido depois de uma sequência de quatro confrontos sem vitória.

Longe de conseguir repetir o mesmo sucesso visto na segundona, o ex-lateral da Canarinho disputou 13 duelos, dos quais venceu três, empatou quatro e perdeu seis.

3. Atlético-GO (2021)

Jorginho, técnico do Vasco da Gama
Passagem de Jorginho pelo Dragão em 2021 terminou de maneira surpreendente / CRISTINA VEGA RHOR/GettyImages

Ninguém entendeu de primeira quando Jorginho pediu demissão do Atlético-GO em 2021. Em 13 compromissos, o técnico emplacou oito vitórias, quatro empates e apenas uma derrota.

Na ocasião, Adson Batista, presidente do Dragão, veio a público confirmar algo que era especulado nos bastidores semanas antes: havia um óbvio atrito entre as partes nos corredores do Antônio Accioly.

"Senti que o Jorginho veio para a reunião com a intenção até de ficar, mas eu não iria recuar. Não posso mudar minha forma de ser e agir", revelou o cartola à época.

2. Cuiabá (2021)

Jorginho, técnico do Vasco da Gama
Comandante manteve o Dourado na elite / Pedro Vilela/GettyImages

Jorginho assumiu com um único objetivo: manter o Dourado na Série A. E ele conseguiu. Foram 32 partidas, 10 vitórias, 14 empates e oito derrotas. Ao final da temporada, as partes divulgaram um agradecimento mútuo e anunciaram que não haveria renovação.

1. Atlético-GO (2022)

Jorginho, técnico do Vasco da Gama
Treinador conseguiu grandes resultados no âmbito continental / EVARISTO SA/GettyImages

Semifinalista da Copa Sul-Americana e na zona do rebaixamento do Brasileirão. Difícil entender. Sem conseguir reagir na elite, o técnico caiu depois da derrota para o arquirrival Goiás, por 2 a 1. Foram 27 duelos, 10 vitórias, seis empates e 11 derrotas na área técnica do Dragão.

facebooktwitterreddit