Opinião

Os 5 melhores jogadores do São Paulo em 2021

Bia Palumbo
Tricolor quebrou jejum de nove anos sem títulos, mas acabou 2021 de forma irregular. No total foram 29 vitórias, 24 empates e 17 derrotas em 70 jogos
Tricolor quebrou jejum de nove anos sem títulos, mas acabou 2021 de forma irregular. No total foram 29 vitórias, 24 empates e 17 derrotas em 70 jogos / NELSON ALMEIDA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Campeão paulista, o São Paulo começou 2021 em alta. A expectativa pela chegada do argentino Hernán Crespo, campeão da Copa Sul-Americana, a campanha após o quarto lugar no Brasileirão 2020 e a chegada de reforços de peso com passagem por seleção (como o zagueiro Miranda e o atacante Eder) empolgaram a torcida.

O título estadual renovou a esperança, com apenas uma derrota em 16 jogos. Além disso foram 13 vitórias e quatro empates, sendo 44 gols marcados e 13 sofridos. No entanto, a partir daí o time caiu de rendimento e um exemplo que representa é Benítez. Craque do Paulistão, o argentino conviveu com problemas físicos que o tiraram de jogos decisivos na temporada, como fases eliminatórias na Libertadores e Copa do Brasil, e jamais conseguiu retomar o desempenho, tanto que inclusive já se despediu do clube.

O início no Campeonato Brasileiro foi um prenúncio do que estava por vir: a primeira vitória aconteceu apenas na 10ª rodada (2 a 0 contra o Internacional). O clube não conseguiu engatar uma sequência de vitórias (o máximo que conseguiu foram três resultados positivos, sendo dois deles contra Grêmio e Sport, que foram rebaixados) e a reta final foi de luta contra o rebaixamento, o que seria inédito na história do clube. A instabilidade provocou a saída de Crespo e a volta de Rogério Ceni.

Foram 13 jogos sob comando do ex-goleiro - venceu cinco, empatou três e perdeu cinco. Em momento algum a equipe conseguiu duas vitórias consecutivas, o que esquentou ainda mais o ambiente tanto dentro quanto fora de campo, principalmente entre diretores e conselheiros, mas o status de ídolo ajudou Ceni, que deve continuar principalmente porque conhece os bastidores do Morumbi e tem consciência sobre a crise financeira que o tricolor enfrenta.

1. Miranda

Miranda
Zagueiro de 37 anos voltou ao Brasil para ser o pilar do time campeão paulista / Miguel Schincariol/GettyImages

Após passagem pelo futebol chinês, Miranda retornou ao país natal em março, quando assinou com o clube pelo qual foi campeão brasileiro e mundial no início do século. De volta com experiência de quem defendeu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2018, o defensor foi eleito o melhor zagueiro na campanha do título do Campeonato Paulista e também se manteve como titular durante o Brasileirão. O setor defensivo foi o destaque da campanha instável do tricolor na competição nacional - a sétima melhor no geral, com 39 gols sofridos, apenas cinco a mais do que o campeão Atlético-MG.

2. Gabriel Sara

Revelado em Cotia, o meio-campista se profissionalizou em 2019, mas voltou a ganhar mais oportunidades na última temporada, com Fernando Diniz, e neste ano viveu a melhor fase da carreira, com 10 gols e três assistências em 44 jogos. Ele se consolidou como titular, chamou a responsabilidade e praticamente dita o ritmo da equipe. O esforço rendeu elogios de Muricy Ramalho. "Ele é muito diferenciado: faz todas as posições do meio pra frente. Arremata bem, cabeceia bem e a parte física dele é muito apurada, muito forte. É jogador pra mercado internacional", declarou o coordenador técnico do tricolor.

3. Pablo

Pablo Teixeira
Atacante terminou 2021 como artilheiro do São Paulo: 13 gols / Pool/GettyImages

A presença dele nesta relação mostra como o ataque foi um dos pontos negativos do São Paulo em 2021. Contestado, o camisa 9 ostenta os melhores números do tricolor na temporada: 13 gols e quatro assistências (em 2021 foi Luciano, com 28, sendo 21 bolas na rede e sete passes para companheiros marcarem). Artilheiro do time na temporada, terminou o ano como a quinta opção no ataque, atrás de Calleri Luciano, Rigoni e Marquinhos, mesmo com números melhores do que eles (1 gol a cada 173 minutos). Além disso, foi o único do tricolor a anotar um hat-trick na temporada - contra o 4 de Julho, pela Copa do Brasil. As críticas aumentaram depois que chutou para fora uma chance cara a cara com Weverton nas quartas de final da Libertadores, no jogo em que o São Paulo perdeu para o Palmeiras por 3 a 0 e foi eliminado.

4. Reinaldo


Quatro gols e 11 assistências. O lateral-esquerdo de 32 anos que chegou a ser reserva durante um período sob comando de Crespo se destacou como principal garçom da equipe e, consequentemente, o terceiro jogador com mais participação em gols na temporada (15). Apenas os atacantes Rigoni e Pablo (ambos com 17) possuem números melhores do que ele.

5. Luan

FBL-LIBERTADORES-SAO PAULO-PALMEIRAS
Luan está sem jogar desde outubro / NELSON ANTOINE/GettyImages

Autor do gol na final do Campeonato Paulista, o volante de 22 anos que também foi revelado na categoria de base do tricolor não entra em campo desde outubro, quando sofreu uma lesão na coxa esquerda considerada rara e chamada de avulsão tendínea. É o primeiro homem do meio de campo, participando tanto da saída de bola, quanto da recomposição e do setor ofensivo, onde contribuiu com três gols e uma assistência.

facebooktwitterreddit