Grêmio

Os 5 maiores vexames do Grêmio em 2021

Fabio Utz
Clube acumula fracassos ao longo da temporada
Clube acumula fracassos ao longo da temporada / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Grêmio vive um 2021 de desilusões. E os resultados estão aí para comprovar isso. A eliminação para a LDU, na Copa Sul-Americana, passa a ocupar um lugar na lista dos cinco maiores vexames do clube na temporada - e há outros mais. Dá uma olhada na relação e diz se não é para se apavorar...

1. Sport 1 x 0 Grêmio (Campeonato Brasileiro)

Era a terceira derrota seguida do Grêmio no Campeonato Brasileiro. Ali já se via o quanto as convicções do clube estavam indo ladeira abaixo, mas poucos quiseram enxergar.

2. Juventude 2 x 0 Grêmio (Campeonato Brasileiro)

O Grêmio levou um verdadeiro sacode na Serra gaúcha. A derrota mais do que justa, por pouco, não derrubou o técnico Tiago Nunes. Mas deveria ter derrubado, tamanho o papelão feito pela equipe dentro de campo.

3. Grêmio 0 x 1 Atlético-GO (Campeonato Brasileiro)

A derrota em plena Arena causou a demissão do técnico Tiago Nunes. O futebol apático, sem produção ou qualquer tipo de imposição chamou atenção de forma absolutamente negativa.

4. Grêmio 1 x 2 LDU (Copa Sul-Americana)

Jordy Alcivar Grêmio LDU Eliminação Vexame Copa Sul-Americana
Equatorianos venceram de virada nesta terça-feira / Pool/Getty Images

Depois de vencer fora de casa, um empate era suficiente para o Tricolor ir às quartas de final. Dono da melhor campanha do torneio, saiu na frente e cedeu terreno de forma inexplicável. No final, a derrota de virada frustrou quem acreditava na possibilidade de ganhar um título que o clube ainda não possui.

5. Grêmio 1 x 2 Independiente del Valle (Libertadores)

Grêmio Vexame Pré-Libertadores Del Valle
Tricolor não conseguiu passar pela etapa preliminar do torneio / Pool/Getty Images

O Grêmio conseguiu a façanha de ser eliminado na pré-Libertadores. E mais: saiu vencendo a partida na Arena, resultado que era suficiente para ir à fase de grupos. Levou a virada e se despediu do principal torneio sul-americano de forma inédita na sua história. Renato Gaúcho, ali, pediu demissão.

facebooktwitterreddit